Apucarana

Moradores do Jardim das Flores e Igrejinha reclamam da falta de médico em UBS

Da Redação ·
Apucaranenses que residem naregião da Igrejinha, Jardim das Flores e Parigot de Souza estão reclamando doatendimento das Unidades Básicas de Saúde (UBS)
fonte: Sérgio Rodrigo
Apucaranenses que residem naregião da Igrejinha, Jardim das Flores e Parigot de Souza estão reclamando doatendimento das Unidades Básicas de Saúde (UBS)

Apucaranenses que residem naregião da Igrejinha, Jardim das Flores e Parigot de Souza estão reclamando do atendimento das Unidades Básicas de Saúde (UBS) que atendem os bairros que, segundo eles, estão sem médico e com falta de remédios.


A dona de casa Edivina Maria Ribeiro de Oliveira procurou ontem a Tribuna para reclamar. “Há vários dias o Posto de Saúde Valdecir de Paula não tem remédios para atender os pacientes, inclusive alguns de uso contínuo, como os de hipertensão”, criticou.


Dona Edivina diz que no seu caso, ela dá um jeito, por que tem recurso para comprar o remédio que falta no posto. “Mas como ficam as pessoas de baixa renda que precisam usar o medicamento todo o dia?”, questiona ela.


A reportagem esteve à tarde no referido posto e  encontrou mais dois pacientes que saíram do local sem o remédio de uso contínuo. Eles também não tiveram acesso à receita, porque a unidade está temporariamente sem médico.


Para uma senhora que apresentou sua carteirinha e solicitou o remédio Enalapril (hipertensão), a atendente confirmou que ele estava em falta. Ao mesmo tempo, ela orientou a paciente a procurar o remédio em farmácias da rede privada, “onde ele é vendido sem receita”.


O representante comercial Rogério Gomes estava revoltado com a falta de remédios e de médico no posto de saúde do Jardim das Flores. “Fui ao Ministério Público e denunciei esta situação, pedindo providências urgentes em relação a este descaso”, relatou Gomes.


Ele explica que ele tem condições de comprar o remédio que seria fornecido pelo posto de saúde. “Fico contrariado ao observar a situação de gente pobre que vem aqui, precisa do remédio de uso diário e vai embora sem nada e ainda é orientado a voltar daquia 15 ou 20 dias”, critica Rogério Gomes.



Secretária vai averiguar problema   

continua após publicidade

A secretária municipal de Saúde, Cláudia Romagnoli, disse ontem desconhecer o problema da falta de remédios nos postos de saúde do Jardim das Flores e Parigot de Souza. “Vou checar isso nas unidades e regularizar a situação o mais breve possível”,afirmou a secretária, assinalando que não havia sido comunicada sobre o problema.


Quanto à falta de médico, Claúdia Romagnoli esclareceu que expirou o prazo do contrato temporário de uma médica que atendia na UBS Valdecir de Paula. “Um novo profissional aprovado em concurso público já foi convocado e deve assumir a função nas próximas horas”,anunciou.