Apucarana

Frio exige cuidados para evitar doenças respiratórias infantis

Da Redação ·
Frio exige cuidados para evitar doenças respiratórias infantis
fonte: Arquivo
Frio exige cuidados para evitar doenças respiratórias infantis

O atendimento na Clínica da Criança, em Apucarana, aumentou significativamente nas últimas semanas, com a chegada do frio. Nesta época do ano, as temperaturas mais baixas e o ar seco podem provocar doenças respiratórias.

Os médicos alertam que é preciso ficar atento aos sintomas para evitar que um simples resfriado se torne uma doença mais grave. E à medida que o inverno prossegue, com o ar seco e a poluição, o número de casos cresce. Segundo os médicos, a maior preocupação é com doenças graves que aparecem mais nessa estação, como pneumonia e meningite. 

Para evitar que doenças mais graves, os médicos recomendam atenção aos sintomas das doenças mais comuns nesta época. A asma provoca falta de ar, chiado e tosse. Os sintomas aparecem geralmente durante a noite ou início da manhã. No caso da bronquite, há tosse, falta de ar, chiado no peito e indisposição. Com a gripe surgem congestão nasal, coriza, espirros e dor de garganta. Rinite causa coriza, espirros, coceira no nariz e perda de olfato. Já a sinusite é caracterizada por dor nas maçãs do rosto, nariz entupido, boca seca, voz fanhosa, febre e indisposição.

A enfermeira Angela Azevedo dos Santos orienta sobre como prevenir essas doenças. "As mães devem manter as crianças sempre hidratadas. A água é a melhor prevenção contra doenças respiratória", ressalta.

continua após publicidade