Apucarana

Seminário em Apucarana discute caminhos da Educação para Jovens e Adultos

Da Redação ·
 Seminário em Apucarana discute caminhos  da Educação para Jovens e Adultos
fonte: Divulgação
Seminário em Apucarana discute caminhos da Educação para Jovens e Adultos

Com o tema geral “A formação em EJA e sua integração com o mundo do trabalho”, Apucarana realizou nesta quarta e quinta-feira (18 e 19/04) o 3º Seminário Intermunicipal da Educação para Jovens, Adultos e Idosos. A promoção do evento foi da Autarquia Municipal de Educação (AME), com apoio do Núcleo Regional de Educação (NRE), Undime Paraná, Banco do Brasil, FTD Editora, Rhema Educação.

continua após publicidade

As atividades aconteceram no Cine Teatro Fênix e no Sesc Apucarana. O prefeito João Carlos de Oliveira realizou a abertura dos trabalhos e destacou que desde 2006 a EJA de Apucarana atende anualmente um contingente de aproximadamente 350 alunos na forma presencial de 1ª a 4ª etapas, equivalente às séries iniciais do Ensino Fundamental.

Os alunos matriculados são atendidos com material escolar, material didático (livros), passe do transporte escolar (de acordo com a distância comprovada mediante conta de luz) e merenda escolar. Contamos ainda com parceria do Sesc Apucarana, no Projeto Educação e Cidadania e da Saúde, facilitando o processo de consultas oftalmológicas e óculos.

continua após publicidade

A Educação para Jovens e Adultos (EJA) é o segmento de ensino da rede escolar pública no Brasil para aqueles que não completaram os anos da educação fundamental em idade apropriada e não possuem idade escolar. Uma vez matriculados, os alunos enfrentam quatro semestres em um sistema que exige freqüência obrigatória, presencial, com avaliação no processo. “Atualmente contamos com 14 estabelecimentos autorizados pelo Conselho Estadual de Educação (CEE). São 23 turmas e um corpo docente de 21 profissionais que oferecem ensino de qualidade, através de uma proposta pedagógica coerente com as necessidades do aluno da EJA”, assinala professora Sueli Reis, coordenadora Municipal da EJA. De acordo com ela, além das aulas curriculares, o aprendizado envolve diversos projetos que buscam aproveitar a vivência dos alunos e despertar novos conhecimentos e habilidades. “Entre os projetos está o “Minha História” que esteve entre os selecionados no ano de 2011 do Estado do Paraná para concorrer à Medalha Paulo Freire”, conta Reis.

Em favor da educação inclusiva, a EJA em Apucarana mantém ainda o “professor itinerante ” para as turmas de Fase I e intérprete de LIBRAS (Língua Brasileira dos Sinais) nas turmas onde há necessidade.

Para mais informações sobre a EJA, ligue 3423-1954 ou procure a escola municipal mais próxima.