Apucarana

“Saúde do Homem” é tratada com prioridade

Da Redação ·

A correria, a agitação, o estresse, entre outros problemas do dia-a-dia vão afastando os homens das Unidades Básicas de Saúde (UBS). Muitos deixam de procurar um médico, fazer um chek-up, realizar exames de rotina e assim não encontram um tempo para cuidar de um bem precioso: a sua saúde. Em Apucarana, desde abril deste ano, o programa do Ministério da Saúde através da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem (PNSH): “Homem que se cuida não perde o melhor da vida”, vem oferecendo atendimento gratuito, especializado e diferenciado em todas as UBS.

continua após publicidade

Criado com o objetivo de facilitar e ampliar o acesso da população masculina aos serviços de saúde, o trabalho no município vem apresentando resultados positivos. Segundo dados do próprio Ministério, a cada três mortes de pessoas adultas, duas são de homem. Eles vivem em média de sete a oito anos menos do que as mulheres e têm mais doenças do coração, diabetes, câncer, hipertensão e colesterol.

continua após publicidade

No município, de acordo com estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada em agosto desse ano, a população estimada é de 121.924. Desse total, mais de 43% são homens. “Nossa meta é trazer os homens para que cuidem da sua saúde, realizem os tratamentos necessários, façam exames e tenham uma qualidade de vida melhor dia a dia”, destaca o prefeito João Carlos de Oliveira.

continua após publicidade

“Muitas pessoas acabam perdendo a saúde e até a vida por não procurarem atendimento. Temos que acabar com essa resistência que os homens têm em procurar um médico. Muitas doenças que poderiam ser tratadas após um diagnóstico inicial, podem ser fatais se não tiverem um atendimento e acompanhamento. Os homens só procuram uma UBS quando estão na situação limite e nós queremos que estes homens tenham uma vida melhor, com qualidade, que façam os seus exames corretamente, que procurem atendimento e orientação sempre que acharem necessário”, completa o prefeito.