Apucarana

Doação de múltiplos órgãos cresce em Apucarana

Da Redação ·

Os números que envolvem a doação de órgãos em Apucarana revelam uma realidade que está, aos poucos, melhorando. Segundo o Hospital da Providência, somente até agosto deste ano, 55% das famílias de potenciais doadores que foram entrevistadas autorizaram a captação dos órgãos de seus entes que faleceram na unidade. De 40 entrevistas realizadas, 22 foram positivas, o equivalente a 17 doações de córneas e cinco de múltiplos órgãos - coração, pâncreas, rins, fígado, ossos e pele.

continua após publicidade

Durante todo o ano de 2010, houve 21 doações de córneas. O hospital não registrou, no entanto, nenhuma doação de múltiplos órgãos naquele ano. Na região de Londrina, em comparação com o ano passado, a doação de múltiplos órgãos também cresceu – de 28% passou para 32% até agosto de 2011, com 21 efetivações entre 65 notificações por morte encefálica.

continua após publicidade

A enfermeira coordenadora da Comissão Intra Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante do Hospital da Providência, Priscila Vieira Salviatto, destaca que o público ainda tem dúvidas quanto à doação. “As famílias relatam que desejam o corpo do familiar íntegro ou que a pessoa nunca mencionou sobre doar seus órgãos após a morte”, diz.

continua após publicidade

Segundo ela, exceto 2011, a média de autorizações familiares para a doação de órgãos está entre 10% e 15% junto aos entrevistados. Priscila assinala que uma mobilização para esclarecer a população, bem como aumentar os índices de captação quando há possibilidade, começará amanhã na cidade, em alusão à Semana Nacional de Doação de Órgãos. “Do dia 26 até o dia 30, faremos atividades internas no hospital. Já no dia 1º, haverá uma sensibilização na Praça Rui Barbosa, com início às 9 horas”, salienta.

Leia mais na edição deste domingo (25) da Tribuna do Norte - Diário do Paraná