Vídeos

Cesar Silvestri quer quebrar a bolha da polarização

O ex-prefeito de Guarapuava por duas gestões e ex-deputado estadual Cesar Silvestri Filho (PSDB), percorre o Paraná

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
O ex-prefeito de Guarapuava por duas gestões e ex-deputado estadual Cesar Silvestri Filho (PSDB), percorre o Paraná para consolidar sua pré-candidatura ao governo do Estado. E leva consigo o primeiro e maior desafio, que é o de quebrar a cultura de eleições polarizadas, que vem se consolidando nos últimos anos. “Essa polarização faz as pessoas se acomodarem em suas visões ideológicas, e de repente passam a achar normal ter que aceitar ou escolher aquele que representar o menos ruim dos dois lados, o menos pior”, explica. Para ele, a polarização entre dois “lados” é muito ruim para o Paraná. “Veja em nosso estado hoje, se não quebrarmos a polarização, teremos de um lado a absoluta irresponsabilidade de um lado e mentira do outro”, diz, referindo-se ao governador Ratinho Júnior (PSD), que vai a reeleição e a Roberto Requião (PT), que tenta o quarto mandato. “Quero apresentar ideias, soluções, diálogo para compreensão dos problemas reais que o Paraná enfrenta”.

O ex-prefeito de Guarapuava por duas gestões e ex-deputado estadual Cesar Silvestri Filho (PSDB), percorre o Paraná para consolidar sua pré-candidatura ao governo do Estado. E leva consigo o primeiro e maior desafio, que é o de quebrar a cultura de eleições polarizadas, que vem se consolidando nos últimos anos.     O ex-prefeito de Guarapuava por duas gestões e ex-deputado estadual Cesar Silvestri Filho (PSDB), percorre o Paraná para consolidar sua pré-candidatura ao governo do Estado. E leva consigo o primeiro e maior desafio, que é o de quebrar a cultura de eleições polarizadas, que vem se consolidando nos últimos anos. “Essa polarização faz as pessoas se acomodarem em suas visões ideológicas, e de repente passam a achar normal ter que aceitar ou escolher aquele que representar o menos ruim dos dois lados, o menos pior”, explica. Para ele, a polarização entre dois “lados” é muito ruim para o Paraná. “Veja em nosso estado hoje, se não quebrarmos a polarização, teremos de um lado a absoluta irresponsabilidade de um lado e mentira do outro”, diz, referindo-se ao governador Ratinho Júnior (PSD), que vai a reeleição e a Roberto Requião (PT), que tenta o quarto mandato. “Quero apresentar ideias, soluções, diálogo para compreensão dos problemas reais que o Paraná enfrenta”. - Vídeo por: tnonline   

continua após publicidade
GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News