Risco de transmissão de Covid-19 na eleição preocupa Justiça Eleitoral - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Eleições 2020

Risco de transmissão de Covid-19 na eleição preocupa Justiça Eleitoral

Foto por Divulgação
Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

Uma das maiores preocupações da Justiça Eleitoral para o dia da eleição deste ano, marcada para 15 de novembro, é com relação à segurança de eleitores e mesários quanto ao coronavírus. Pensando nisso, a Comarca de Apucarana já iniciou o planejamento para reduzir as chances de transmissão da doença.

De acordo com Andréa Milanin, chefe do cartório da 28ª Zona Eleitoral de Apucarana, o órgão já planejou a limpeza dos locais de votação e também um cuidado especial com as urnas eletrônicas, desde o transporte até a efetiva utilização. “O que vai ocorrer de diferente nestas eleições é que os eleitores terão uma hora a mais para a votação.

Antes era das 8 às 17 horas, agora será a partir das 7 horas. Foram criados alguns locais novos para votação e algumas sessões que não tinham tantos eleitores foram agregadas, por determinação do TSE. Tudo para evitar aglomerações e reduzir os riscos de transmissão do coronavírus”, comenta.

Os mesários que trabalharão nas eleições deste ano já sabem onde foram designados para trabalhar, mas muitos têm pedido substituição. “Nós temos recebido muitos pedidos de substituição por pessoas alegando serem de grupos de risco ou que têm familiares em grupo de risco para o coronavírus. Temos buscado atender as solicitações, dentro do possível”, diz.

Uma medida para aumentar ainda mais a segurança é os eleitores baixarem o aplicativo do e-Título. “Lá inclusive, vai ter a localização de onde realizar a votação. Para isso, estivemos em todos os lugares e marcamos as coordenadas relacionadas aos números das sessões”, explica. O aplicativo também poderá ser utilizado para a justificativa do voto. “Se o eleitor estiver fora da sua cidade, o sistema pode reconhecer seu local e poderá ser feito o procedimento”, pontua. O eleitor pode também levar a sua própria caneta para assinar a ficha de votação.

PLANO DE SEGURANÇA

Por causa da pandemia de Covid-19, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ouviu alguns dos maiores especialistas médicos, infectologistas e biólogos do país e estabeleceu um Plano de Segurança Sanitária. A preocupação da Justiça Eleitoral é evitar aglomerações e a disseminação do novo coronavírus nos mais de 95 mil locais de votação e mais de 401 mil seções eleitorais espalhados pelo país.

Conforme o protocolo, todas as seções eleitorais terão álcool em gel para limpeza das mãos dos eleitores antes e depois da votação, e os mesários receberão máscaras, face shields (protetores faciais) e álcool em gel para proteção individual. Cartazes serão afixados com os procedimentos a serem adotados por todos. Os materiais foram doados ao TSE por empresas e entidades brasileiras, evitando custo ao erário num momento em que o foco do poder público é combater a pandemia.

Deixe seu comentário sobre: "Risco de transmissão de Covid-19 na eleição preocupa Justiça Eleitoral"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Candidatos

Não encontramos candidatos com o filtro selecionado.