Apucarana

Promotoria de Apucarana pede impugnação de 10 candidatos

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Promotoria de Apucarana pede impugnação de 10 candidatos
fonte: da redação
Promotoria de Apucarana pede impugnação de 10 candidatos

O promotor Eduardo Augusto Cabrini analisou todos os pedidos de registros de candidaturas a prefeito, vice e vereadores feitos ao Ministério Público Eleitoral da Comarca, que abrange Apucarana, Cambira e Novo Itacolomi. De todos os pedidos, 10 tiveram irregularidades que provocaram processos para impugnações.

continua após publicidade

"Cinco deles são por situações mais simples, como por exemplo a falta de quitação de pendências junto à Justiça Eleitoral. Os demais são casos mais graves, que envolvem por exemplo a prática de crimes, como homicídio, e pendências junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-PR)", enfatiza Cabrini.

Por ordem alfabética, veja os nomes na lista de impugnações pedidas pelo MP de Apucarana:

continua após publicidade

Anderson Luiz Bueno, Carlos Aparecido de Souza, Ivair Alexandrino Dias, Marcos Antonio Martins, Marcos Leandro Dias, Maria Cristina Pitta Mourinho Ferreira, Maurílio dos Santos, Roberto de Campos, Valdir Ferreira Frias e Weverson de Carvalho.     

O promotor destaca o caso do ex-prefeito de Cambira, Maurílio dos Santos, que tem irregularidades junto ao TCE, que atenta contra a Lei da Ficha Limpa. De Apucarana ele cita candidatos que cometeram crimes de falso testemunho. "Eles deveriam ficar oito anos sem poder concorrer, de acordo com a lei. Há ainda um homem que respondeu pelo crime de homicídio no estado de São Paulo", pontua o promotor.

De acordo com o MP, os nomes identificados nestas situações pendentes serão comunicados e têm prazo para recorrer. "Toda impugnação é feita por caso concreto interpretada pela promotoria, mas cabe ao juiz eleitoral decidir", pondera.