Facebook Img Logo
  1. Banner
Curisco Campoy
Curisco Campoy

CHEGA DE MORTES NA BR-376 (RODOVIA DO CAFÉ)

A 25 anos, sofri um acidente na Serra do cadeado na BR 376, um acidente que marcou minha vida. Em 1996 ajudei a  ACIA de Apucarana a  criar uma campanha; CHEGA DE MORTES, duplicação já.

23 anos depois, com pedágio, a BR 376  continua tirando vidas e mudando destinos.

Dos 360 km que ligam Apucarana a Curitiba, 240 estão duplicados e ainda tem cerca de 120 km  com pistas simples gerando acidentes.

Acredito que vamos precisar esperar mais dez, vinte anos para termos a BR 376 totalmente duplicada.

A curva da morte marcou minha vida, a BR 376 mudou a vida de várias famílias. Até quando vamos conviver com mortes?

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo.
Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Curisco Campoy
Curisco Campoy
Jornalista, Curisco integrou por 10 anos a equipe de Jornalismo da TV Globo Paraná, além de trabalhar com publicidade em grandes produtoras de São Paulo. Especializado em publicidade política, atua na área há 32 anos. Já trabalhou como diretor de Marketing em mais de 50 eleições municipais e estaduais.
×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber