Mais lidas
Ver todos

    O Curisco na Política

    ​DÍVIDA DE 426 MILHÕES PODE QUEBRAR A CIDADE​

    Foto por
    Escrito por Curisco Campoy
    Publicado em 22.02.2019, 08:00:00 Editado em 21.02.2019, 14:50:20
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Em 1994, o então prefeito Valter Pegorer resolveu fazer um empréstimo para prefeitura de Apucarana, de 4 Milhões junto ao Banco de Santos, criando uma dívida para cidade.

    Em 1997 quando Carlos Scarpelini assumiu precisou fazer uma renegociação da dívida, que já era de 22,8 em 360 pagamentos.

    Em 2002 Valter novamente prefeito entra com uma liminar para não pagar a dívida.

    Dezessete anos depois, hoje a dívida é de 426 MILHÕES e está sub judice , por conta de uma liminar.

    Meu Deus, se  a liminar cair e Apucarana for obrigada a pagar a  dívida de 426 Milhões a CIDADE QUEBRA.

    A dívida de 1994 faz bodas de prata este ano e duas perguntas ainda estão sem respostas:


    Por que foi escolhido o Banco de Santos?
    Onde foi gasto os 4 milhões?

    Gostou desta matéria? Compartilhe!
    TNTV
    TNTV

    Designer apucaranense Uelinton Campagnola executou um trabalho recentemente para o DJ Alok

    Deixe seu comentário sobre: "​DÍVIDA DE 426 MILHÕES PODE QUEBRAR A CIDADE​"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

    Curisco Campoy

    Jornalista, Curisco integrou por 10 anos a equipe de Jornalismo da TV Globo Paraná, além de trabalhar com publicidade em grandes produtoras de São Paulo. Especializado em publicidade política, atua na área há 32 anos. Já trabalhou como diretor de Marketing em mais de 50 eleições municipais e estaduais.

    Leia mais de Curisco Campoy

    Mais Notícias