Fluídos Positivos

O que fazer com pertences de entes que partiram?

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia O que fazer com pertences de entes que partiram?
fonte: Divulgação
O que fazer com pertences de entes que partiram?

O QUE FAZER COM OS PERTENCES DOS ENTES QUERIDOS QUE PARTIRAM PARA O ESPIRITUAL?

continua após publicidade

"Que as lágrimas que caem dos meus olhos e rolam pela minha face, seja um orvalho de bênçãos para aqueles  que partiram."  É extremamente difícil abordar este tema por mais que sejamos espiritualizados, porque a morte é algo que deixa marcas profundas

para aqueles que continuam no plano físico e, muitas vezes, ficam sem ânimo de viver. Não é fácil consolar alguém que perdeu um ente querido, pois o vazio dilacera o coração e só o tempo pode amenizar um pouco essa dor. É difícil, mas é preciso deixar a depressão e o apego de lado e procurar vestir-se de coragem. Após o período de luto, é importante começar a mexer nos pertences de quem faleceu ,no local em que ficava e até na própria casa para levantar o astral.

continua após publicidade

A orientação do Feng Shui é no sentido de que  se faça uma seleção dos pertences, doando ou vendendo, ficando só com objetos de valor e íntimos. Evite ficar com excessos de coisas do ente falecido, prolongando a tristeza de ambas as partes. Sem contar que isso prejudica a evolução espiritual daquele que se foi. Quanto às fotos, essa filosofia chinesa não aconselha deixá-las espalhadas pela casa  em portas retratos ou penduradas na parede.

O ideal é que fiquem em álbuns ou em caixas. Quando sentir saudades já se sabe onde elas estão. Se desejar, coloque apenas uma em um porta-retratos na sala. Não é também aconselhável orar pelos mortos e acender velas em casa, apesar que há seitas religiosas que cultuam seus antepassados em casa. Para nós, católicos, os templos religiosos são locais ideais para estes atos religiosos.

Se tiver vontade  e condição, mude os móveis, a pintura, enfim dê aquela repaginada para que a energia estagnada e a tristeza deem passagem para as boas e saudáveis energias. Abra as janelas, deixando o sol e a brisa suave entrarem, liberando tudo que estava preso. Colchões, edredons, cobertores, cortinas devem ser lavados com água e sal grosso e enxaguados com uma solução de anil, colocados ao sol.

continua após publicidade

Quanto aos travesseiros, devem ser descartados, substituídos por outros novos, pois os antigos, deixaram as marcas da pessoa que partiu. Há pessoas que deixam anos a fio tudo intacto, tanto na casa como no ambiente profissional, com a mera ilusão que a pessoa falecida vai chegar. Pasmem, isso é extremamente prejudicial, tanto para os que ficaram no plano físico e os que faleceram, pois precisam evoluir espiritualmente e os que ficaram  seguir seus caminho.

Hoje, infelizmente foi um ente querido, amanhã pode ser qualquer um de nós. Infelizmente, assim é o ciclo da vida, daí manter um ambiente fechado e intocável, para guardar lembranças do falecido, é mera ilusão e atraso energético. Vejam o salmo Brevidade da vida humana-90(89) vers.10,que resume muitas vezes o ciclo da nossa vida." Setenta anos é a duração da nossa vida, oitenta se for vigorosa. Mas vangloriar-se disso é fadiga inútil, porque passam depressa e nós levantamos voo."

É óbvio, que alguns infelizmente levanto voo antes......