Facebook Img Logo
  1. Banner
Lilian Marçal
Lilian Marçal

Velas: chamas que nunca se apagam

"Que haja luz e paz dentro de teus baluartes, e tranquilidade em teus palácios." Sl.122(121)

As chamas das velas estão ligadas a trajetória mais remota da humanidade. Os primitivos adoravam seus deuses através do fogo. Para isso, usavam tochas embebidas em resina vegetais, como uma espécie de lamparina. Mais tarde surgiu o junco umedecido em sebo.

Só no século XIX, surgiram as velas de parafina com fio enrolado como pavio. O fascinante poder das velas não ficou centrado só na antiguidade está ligado a várias crenças religiosas nas quais o elemento fogo, simbolicamente representa vida eterna e luz divina. Sem contar que elas enfeitam com suas cores e perfumes na decoração de qualquer ambiente, deixando o local aconchegante e repleto de magia.

A seguir, alguns procedimentos importantes para seu uso: devem ser novas, ou seja, nunca antes ter sido usadas para outras finalidades.

-Acendê-las com fósforo. Assim a força da natureza estará presente, formando uma barreira de proteção.

-Devem ser ungidas com azeite, essência aromáticas ou energizá-la com as mãos. Comece a energizá-la do centro ao pavio. Ao fazer esse processo, concentre-se nos propósitos desejados.

-Coloque um copo ao lado da vela, para que absorva as energias negativas do local.

-Após a queima da vela, jogue o resto no lixo e descarte a água.


NOTA

O trabalho com velas, requer concentração e silêncio, para que a canalização com seu Mentor Angelical, ou outra Divindade, seja abençoado, sem influência de alguma entidade oportunista.

CAUTELA.

Quanto ao local, às vezes há sempre algum imprevisto.

Veja senão há objetos inflamáveis.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo.
Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Lilian Marçal
Lilian Marçal
Nascida em berço católico, o interesse de Lílian Marçal de Oliveira por assuntos religiosos e místicos aflorou espontaneamente, quando parou de lecionar. Natural de Curitiba, há duas décadas se dedica exclusivamente ao tema. Em sua coluna semanal publicada nos jornais Tribuna do Norte, de Apucarana, e Jornal da Manhã, de Ponta Grossa, sempre aborda a presença desses seres alados, além de escrever sobre outros temas ligados à religião. Lílian também é a autora de “São Miguel Arcanjo - O Defensor dos Filhos da Terra”, lançado em 2014 e Anjos: Mensageiros alados de Deus lançado em 2016. Na referida obra, a pesquisadora demonstra seu apreço por este grande líder espiritual, conhecido em todo mundo, e compartilha seu conhecimento sobre esses seres alados. Os saberes que envolvem essas duas obras contribuem, de sobremaneira, para entender mais sobre esses seres que permeiam o Céu e a Terra.
×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber