Facebook Img Logo
  1. Banner
Paulo Cruz
Paulo Cruz

Os Caminhos do Empreendedor

Em momentos de crise e desemprego, muitos arriscam na formação de um empreendimento próprio que pode ser impulsionado pela retração do mercado de trabalho; pode ser impulsionado pelo desejo de ter uma vida mais abundante e próspera; pode ser pelo desejo de ter maior liberdade de vida de forma independente e sem patrão; pode ser pelo desejo de crescer e ajudar sua família. Existem motivos que nos fazem andar para frente no processo de empreendimento, entretanto, o mais importante é saber identificar a oportunidade, informar-se sobre ela, principalmente quando sua formação não é alinhada com a área de negócio escolhida e, além disso, exige-se disposição, esforço e curiosidade em estar sempre aprendendo mais para implementar ações e decisões. Esses são requisitos ao candidato que quer vencer na atividade empreendedora.


Por outro lado, é preciso estabelecer estratégias para alcançar os objetivos traçados. A atividade já foi escolhida, a observação da oportunidade no mercado já foi feita e é possível oferecer produtos, de acordo com a preferência dos consumidores locais e regionais. Com isso, é preciso afinar a estratégia para avançar no plano de negócios, implementando etapa por etapa, trabalhando em diversas frentes, articulando marketing de divulgação, bem como os recursos necessários para a implementação da nova atividade econômica. Aqui, é preciso tomar cuidado para não avançar muito além das posses, a fim de não se tornar logo de início um devedor que possa comprometer suas finanças futuras. O passo a passo deve levar em conta esses especiais cuidados.

Com a implementação da atividade, é preciso estar de olho em novas oportunidades que surgem ao lado daquela primeira já escolhida para ser explorada. É preciso tomar cuidado para seguir no passo a passo. Quando se aplica no investimento de forma avessa ao risco, não se medem muito as consequências que virão pela frente, mas quando se quer crescer de forma sustentada, as decisões precisam ser bem calibradas, para que os passos seguintes não sejam em falso, mas com certa segurança econômica em todos os sentidos.

Em sua maioria, os empreendimentos que começam pequenos e prosperam, mesmo com coisas simples - seguindo a receita de que a repetição do simples dá resultados - à medida que as oportunidades vão aparecendo, vai-se ampliando o leque de atuação, aqui vale muito a experiência do empreendedor e futuro empresário que já traz consigo acumulado, todo seu aprendizado e sua expertise, podendo ser colocada à prova na formação de um novo negócio. Na maioria das vezes não é o sofisticado que inicia dando certo, mas o simples feito de forma satisfatória, que atende às necessidades do consumidor e tem uma concorrência lastreada em preço e qualidade. Nem o mais caro, nem o mais barato, nem o chulo, nem o mais sofisticado, mas aquilo que satisfaz ao consumidor e que ele pode pagar.

Quem chancela o sucesso do empreendedor é o consumidor. As inovações e novidades são muito importantes. Ao produto que o consumidor se consagra em grande medida, é preciso tomar cuidado com as suas modificações, a fim de não perder sua essência e preferência do consumidor. Lançamentos de novos segmentos de produtos e serviços são muito importantes, porque mostram que o empreendedor está antenado com as novidades. Ao produto feito por um empreendedor de sucesso, é preciso lapidá-lo com o cuidado de ter os olhos do consumidor sempre ao seu lado, com o objetivo de fazer um negócio funcionar satisfatoriamente de forma calibrada. As ideias boas, contudo, são sempre bem vindas, desde que o consumidor também as aprove com sua satisfação. Assim, aos poucos, o que foi pensado e planejado no início, vai sendo colocado em prática com segurança e eficiência.

A partir desse ponto, quanto mais o empreendedor acerta a mão nas suas decisões, mais ganha condições de crescimento e não existe limite, o mercado está para ser explorado, as decisões acertadas serão sempre compensadas com o aval do consumidor, com o aumento do lucro. É o lucro que alimenta a existência da empresa e permite que ela conquiste novos espaços, realize novos investimentos, alcance novas áreas de mercado, lance novas linhas de produto, estabeleça novas filiais, diversifique o negócio e invista em marketing cada vez mais, adquira empresas afins ao seu setor, seguindo um modelo de fusões e aquisições. Uma vez, adquirindo a maturidade no negócio, colocando a empresa de pé, ganhando experiência através do tempo, conquistando um volume significativo de consumidores, o empreendedor passa a ganhar segurança nas suas escolhas e a acreditar cada vez mais no alcance de seus objetivos.

Quando a empresa já está estruturada e bem calibrada, dificilmente entrará em falência de um momento para outro, a não ser que sejam tomadas decisões abusivas e desastrosas. Quem, entretanto, arduamente trabalhou no início para colocar a empresa em segurança econômica, normalmente tende a ter uma visão de futuro ampliada, com tomadas de decisões bem calibradas, o que pode garantir um longo período de vida e sucesso ao empreendedor e sua empresa.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo.
Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Paulo Cruz
Paulo Cruz
Doutor em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), professor do Departamento. de Economia da Universidade Estadual do Paraná (Unespar), campus de Apucarana.
×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber