Facebook Img Logo
  1. Banner
Paulo Cruz
Paulo Cruz

Marketing e relacionamentos empresariais

Marketing significa aperfeiçoar relacionamentos. O que antes era buscado apenas para produtos tangíveis, atualmente vale também para produtos intangíveis. Vê-se que esses relacionamentos estão em todos os campos pessoais e profissionais; de relacionamentos entre empresas, e seus relacionamentos na cadeia produtiva. Frequentemente, uma empresa tem dificuldade de relacionar-se com outras, entretanto, uma delas deve fazer uma ponte, estreitando o relacionamento. Logo, a inter-relação é amplamente favorecida pelo marketing o qual está fortemente balizado na confiança do relacionamento. Empresas de relacionamentos notáveis transmitem confiança para outras e, frequentemente, conseguem encontrar apoio para seus projetos, enquanto outras não gozam da mesma confiança e levam anos para conseguirem finalizar um projeto.

Toda questão de relacionamento, portanto, envolve marketing, principalmente a busca, projeção e consecução do lucro das empresas. O futuro depende do trabalho de hoje, pois é preciso plantar para poder colher.

O marketing não acontece por si só e, sim, estimulado pelas empresas. O de rádio e televisão eleva o nome das empresas; no papel, busca apresentar pontos específicos para a empresa focar e divulgar; no de relacionamentos, utiliza-se das redes sociais para divulgar seus produtos. A empresa se utiliza desses meios para estar ao lado de quem nela confia. Esse relacionamento, estreita-se quando um cliente, além de adquirir seus produtos, indica-a para outrem que, por sua vez, também passa a consumi-los. Numa inter-relação, a confiança se constrói com a atuação do marketing, relacionando-se e se fortalecendo. É o ponto mais alto destas relações, permitindo a obtenção do lucro ao final de determinado ciclo.

O profissional de marketing precisa envolver-se com os propósitos da empresa, inteirar-se de suas atividades, conhecer os produtos ofertados no mercado e conhecer a realidade de seus consumidores. Deve também conhecer as potencialidades dos concorrentes, para ter condições de promover sua empresa, sem levantar suspeitas das demais.

O marketing tem a missão de motivar os mercados a consumirem produtos e precisa ser planejado para seguir uma estratégia, com encadeamento lógico, estando inteiramente conectado com a missão das empresas, com as parcerias desenvolvidas, ou que pretende desenvolver, planejando passos a percorrer. O relacionamento entre empresas - e delas com seu público-alvo - deve refletir as estratégias de marketing a serem desenvolvidas.

As empresas, visem ou não lucro (empresas de cunho solidário), precisam atuar com planejamento e marketing, utilizando seus recursos de forma criativa, pois a crise faz nascer novas formas evolutivas de estruturas e de compartilhamento. Todo o conjunto de marketing precisa ser acompanhado, no relacionamento com seus consumidores, parceiros e novas possibilidades de relacionamento.

Marketing deve ser praticado conscientemente, com políticas de boa vizinhança e ser cuidadosamente planejado, ciclo a ciclo, com visão de longo prazo, inteiramente de acordo com os passos que a empresa pretende dar no futuro. Assim como um processo produtivo - da matéria-prima ao produto acabado - pode ser longo, o marketing também tem um caminho a ser percorrido, com planejamento, estruturação, exposição da empresa, visão de mercado e metas a serem alcançadas.

 

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo.
Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Paulo Cruz
Paulo Cruz
Doutor em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), professor do Departamento. de Economia da Universidade Estadual do Paraná (Unespar), campus de Apucarana.
×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber