Facebook Img Logo
  1. Banner
Paulo Cruz
Paulo Cruz

Empresas e a Geração de Competência Contínua

A vida profissional normalmente começa aos 18 anos, mas para ser um bom profissional é necessário descobrir seus talentos e se aplicar naquilo de que gosta. O empresário muitas vezes tenta, tenta e tenta e, não consegue se sobressair como empresário, pois pode ser aquele que não se encaixou no trabalho e atividades executadas. Por isso, muitos filhos dizem aos pais, não continuarei com esta empresa, meu negócio é outro. Para rendermos o suficiente e com competência vencedora precisamos desenvolver as tarefas com todo amor e dedicação. Para isso o empresário precisa aliar disposição de realizar com suas habilidades inatas, cultivadas e aperfeiçoadas cada dia mais.

Isso não vem por acaso, a descobertas dos talentos de cada um, começa na família, passa pela escola, por meio de treinamentos técnicos, mas muitos profissionais alcançam alto grau de competência e desenvoltura profissional como empresário em outras áreas, que não a de sua formação acadêmica; e há outros que não tiveram a oportunidade de concluir a formação acadêmica. Eles, contudo, unem o treinamento técnico de sua formação, com suas habilidades pessoais e as desenvolvem cada dia mais, aperfeiçoando-as por meio de parcerias com outras pessoas, com outras empresas do mesmo segmento ou de segmentos afins e com as instituições de apoio setoriais.

Enfrentar problemas todos enfrentamos, faz parte da natureza humana ter que lidar com problemas e desafios, mas a todo momento existe alguém ao lado, que pode oferecer ou uma solução, ou uma alternativa para suavizar os problemas. Assim, é também na vida do empresário, quando, para alcançar a competência necessária e desenvolver seu negócio com alto rendimento e satisfação, ele precisa procurar por parcerias onde possa envolver-se com outrem, que o ajudará na busca de seus objetivos, alcançando alto grau de competência, atingindo dinamismo e vitória no mundo empresarial desafiador. Para isso, ele busca parcerias para novos investimentos, dicas de como gerenciar um fluxo de caixa, como melhorar a contabilidade de sua empresa, integrar os processos de gerenciamento de sua empresa e, como encontrar saída para problemas que ele, agindo sozinho, não encontraria.

Para administrar uma empresa, é importante conhecer um pouco dos números da contabilidade, dos números que formam o estoque, do gerenciamento e escolha de preços, das portarias governamentais, dos diversos impactos que uma alteração em um setor da empresa provocará em diversos outros setores. Administrar, todavia, é trabalhar mais com recursos humanos e com o relacionamento humano do que propriamente com números. Os resultados são a consequência de um perfeito casamento entre o administrador e seus colaboradores, todos juntos, olhando para os mesmos objetivos, rumo à construção de uma  competência vencedora.

Gerenciar visando a construção de competência contínua, envolve uma multiplicidade de questões. O administrador, no entanto, precisa enxergar além dos problemas que deve resolver. Essa capacidade de aglutinar forças em torno da solução de alguns problemas se constitui da capacidade de olhar para as pessoas e escolher o colaborador certo, para executar a atividade que melhor se encaixa ao seu perfil; relacionar-se com as instituições de apoio e coordenação que estão à sua volta; e, executar parcerias com outras empresas do mesmo setor e de segmentos afins. Aponta para capacidades e prediz o caminho do sucesso até aonde o empreendedor poderá ir. Implica em ter visão de conjunto do seu negócio, nos problemas que tem de resolver e do mundo à sua volta. Gerenciar com competência para busca de resultados envolve aglutinação de forças de diversos atores, jogando a favor e na busca de um mesmo objetivo, é o sucesso da empresa representado pela sua força competitiva. Por trás de uma empresa vencedora, existe um grupo de pessoas com visão de conjunto, atuando de forma coesa em todas as fases e etapas de que a empresa deles precisa. A grande sacada e  identificar onde estão as demandas, é ali que estão as oportunidades.

Os desafios são grandes, os empresários aprendem, cada dia mais, a aperfeiçoar seus métodos de ação, assim como o trabalhador e toda a sociedade aprende. Vivemos um momento de fortes laços técnicos inovativos em todos os segmentos da vida empresarial e cotidiana: são novas formas de produtividade, novos padrões de consumo buscados, os consumidores vão aprendendo, conhecendo as marcas e novos segmentos de produtos. Forma-se um aparato informativo que permite escolher de forma mais transparente e acertada as decisões de produção e consumo que irão nortear os caminhos do mercado na velocidade de processos inovativos contínuos.

Por outro lado, os empresários articuladores de empresas, que produzem para satisfazer as necessidades humanas – demandas – trazem em sua experiência, desde o seu primeiro emprego, a convivência de sua família, a disposição em empreender, envolvidos por um aparato de forte aprendizado que os direcionam para o resto da vida. Não é apenas sorte, é a formação de um leque de aprendizados. O que, porém, o empresário não se pode esquecer é de uma natureza inovativa cotidiana, na busca de solução de problemas e de uma disposição para juntar forças, com aqueles que pensam em empreender como ele. Esse é o combustível permanente que permitirá ao empresário potencializar sua competência, com forte sucesso no mundo empresarial.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo.
Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Paulo Cruz
Paulo Cruz
Doutor em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), professor do Departamento. de Economia da Universidade Estadual do Paraná (Unespar), campus de Apucarana.
×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber