Facebook Img Logo
  1. Banner
Paulo Cruz
Paulo Cruz

Como Desenvolver Novos Produtos

As empresas estão lançando produtos em períodos de tempo cada vez mais reduzido, existe uma grande variedade de produtos no mercado, e a criação de similares está, a todo vapor, sendo realizado. O lançamento de novos produtos é uma necessidade para que a empresa se mantenha competitiva no mercado, possa estar suprindo as necessidades e as expectativas do consumidor.


Atualmente, utiliza-se de equipes multidisciplinares na criação de produtos, isto é, a empresa pode não gerar seus produtos sozinha, mas pode utilizar-se de diferentes profissionais integrantes de diversas empresas, que atuam em espaços diferentes, mas que são parceiras no momento da geração do produto.

Note-se que o processo de geração do produto subsequentemente ao processo de produção, exige que a empresa esteja em constante treinamento e melhoramento do seu processo de produção. A empresa precisa avançar no processo de qualidade e essa produção precisa ter uma constância no processo produtivo. Exige-se que a empresa mantenha um ritmo produtivo com qualidade assegurada. Se a empresa reúne competências, no entanto, e quer desenvolver e melhorar seus produtos de forma caseira, pode fazê-lo juntando seus melhores profissionais e desenvolvendo os novos produtos com cada departamento integrado e avançando, cada um na parte que lhe couber fazer. Com a evolução da informática, é possível estar trabalhando e se comunicando com os parceiros, dentro dos mesmos muros da empresa, é preciso usar os recursos da informática para acelerar as informações e integrar a equipe cada vez mais.

Nesse caso, a empresa reúne condições de - com o aprendizado do dia a dia - alcançar a maturidade e integrar equipes cada vez mais no desenvolvimento de seus novos produtos, uma vez que esses processos precisarão, após a criação, serem canalizados para a assistência técnica, descrevendo todos os procedimentos do novo produto. A sua rede de reengenharia age para se montar e desmontar o referido produto. Aqui vale lembrar que é preciso integrar os fornecedores, pois a empresa não consegue dar conta de tudo sozinha, precisando ter parceiros de confiança, ainda que ela possa projetar e desenvolver produtos de forma sozinha. Em algum momento, ela vai precisar de parceiros, seja no fornecimento de matéria-prima, de componentes diversos ou, ainda, na fase de testes do produto. É muito importante à empresa manter um conjunto de parcerias solidárias.

Gerenciar adequadamente todo esse quadro de necessidades, é uma tarefa que a empresa vai aprendendo e consolidando no dia a dia. Na equipe formada, sempre há alguém que vai trabalhar ou um pouquinho mais, ou um pouco menos e algumas pessoas estarão mais, ou menos, integradas ao projeto. O grande salto para o novo produto é coordenar toda essa multidisciplinaridade de profissionais, para o sucesso do novo produto. Alguns membros da equipe vão trabalhar mais na coleta de informações, outros no detalhamento técnico, outros, na afinidade do novo produto, ou processo produtivo da empresa, outros, ainda, na inserção do novo produto no mercado. Outros sairão a campo e atuarão na verificação da aceitação do produto no mercado, de tal forma que o trabalho individual, é importante para o sucesso de toda a equipe.

Tem-se, então, alguns aspectos a destacar: é o caminhar passo-a-passo da equipe, já que os produtos são renovados conferindo-lhes, cada vez menor tempo e a empresa precisa manter-se coesa, unida, bem informada e preparada. A equipe que está finalizando um produto já está coletando ideias para geração de novos produtos que virão depois. Atualmente, o mercado também olha muito isso e observa as empresas que estão presentes na corrida pelo lançamento de novos produtos, com a adoção de novas tecnologias. O novo produto precisa fazer tudo o que o antigo fazia e ainda mais: pode ter avanços na cor, no cheiro, na durabilidade, na espessura, na funcionalidade, pode possuir maior capacidade de processamento. As características do novo produto vão depender muito do segmento em que a empresa atua no mercado.

Quando a empresa está finalizando um produto, já se deve atinar para as suas fases subsequentes, do como será a continuidade de lançamentos, com novas gerações de inovações incrementais, que passarão a fazer parte do novo produto. Aqui é planejar, avaliar executar e replanejar, ajustando o processo produtivo. Para isso, as equipes precisam estar bem afinadas, pois demoras no processamento de geração do novo produto podem trazer problemas adicionais, visto comprometer futuros lançamentos, podendo, no decorrer do processo, surgir imprevistos pela ocorrência da demora.

É preciso, portanto, manter um ritmo de produtividade no trabalho, com certo padrão de qualidade para que as conquistas tenham sequência continuada e possam gerar um aprendizado cada vez maior para a equipe, com a satisfação do dever cumprido.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo.
Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Paulo Cruz
Paulo Cruz
Doutor em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), professor do Departamento. de Economia da Universidade Estadual do Paraná (Unespar), campus de Apucarana.
×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber