Claquete

Eu quero voar - Lady Bird

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Eu quero voar - Lady Bird
Eu quero voar - Lady Bird

Hoje, em nome da mudança, é uma crônica. Mas baseada em um filme chamado Lady Bird.

continua após publicidade

Ela, a "lady", queria voar. Assim como todos nós. E o texto se chama "Eu quero voar". Espero que goste. E que abra suas asas.

Eu quero voar. Voar para perto e para longe, quando e como eu quiser. Quero escalar o topo do mundo, no auge dos meus vinte anos, aproveitar a vista mais linda que este planeta pode me dar e falar sobre ela para meus filhos e netos. 

continua após publicidade

Vou me tornar o melhor que eu posso ser, errando, acertando, tentando.

Quero ter a liberdade de ser quem eu quiser, escolher meu próprio nome e ser aquilo que sou. O meu "ser" será tão grande que quando andar pela calçada as pessoas terão que abrir espaço para eu passar.

Quando eu entrar para a faculdade mais incrível, na maior cidade do mundo, assim que eu pisar meus pés em seu solo sagrado, vou colocar meu plano em prática. Minhas notas não são muito boas, mas eles vão me aceitar. Vão sim!

continua após publicidade

Vou ser a melhor versão de mim. Eu vou viver!

Estranho dizer isso... Vivi toda a minha vida no interior, numa cidade com pouco mais de 10 mil habitantes. Conheço cada rua, esquina, loja, árvore, pessoa. Agora, que chegou a hora de abrir minhas asas e voar, sinto um certo peso que me prende aqui. 

Sinto medo. Tudo vai mudar. Para sempre.

continua após publicidade

E se eu já for a melhor versão que posso ser? Sei do que seu capaz, mas sinto medo. Talvez este seja o mesmo medo que toma o coração de um pássaro quando ele está prestes a aprender a voar. E eu já sinto as minhas asas.

Minha família, meus amigos, a escola onde sempre estudei, tudo vai ficar para trás. Vai ser como se eu nascesse de novo. Sinto que agora quem eu sou de verdade está lutando para vir ao mundo e buscar seu lugar nele. Isto, queimando dentro de mim, é mais forte do que tudo! 

continua após publicidade

Eu vou ser.

Desculpe, mãe, eu preciso ir. Sei que é difícil de entender, mas preciso.

Meu peito grita, minha alma está em chamas e a carcaça de quem era está deteriorando. É tarde demais para o passado resistir, o meu novo "eu" está nascendo.

continua após publicidade

Sacramento, eu sempre quis me mudar, sair de você, e agora já sinto saudades. Mas preciso ir, minhas asas estão abertas, o vento está tocando minhas penas. Chegou a hora. Mãe, pai, família, amigos, eu amo vocês e, assim que puder, volto pra fazer uma visita.

Chegou a hora. Eu vou voar!

Lady Bird foi escrito e dirigido por Greta Gerwig, que no ano de 2018 concorreu em cinco categorias do Oscar, incluindo a de melhor filme. O longa trata de assuntos como adolescência, amadurecimento e sobre ser quem somos.

Assista, vale a pena.

Voe!