Blog do Eliezer Shigueo

O poder do hábito: Por que fazemos o que fazemos na vida? saiba mais

Essa é uma boa questão que vamos descobrir nesse texto; Imagina se você tomasse todas essas decisões de forma racional?

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Até chegar no trabalho, você terá tomado mais de 10 mil decisões.
fonte: Pixabay- ilustração
Até chegar no trabalho, você terá tomado mais de 10 mil decisões.

Seu despertador toca. Você boceja, espreguiça e toma a primeira decisão: levanto ou aperto o soneca? Quando chega no banheiro para escovar o dente, mais decisões: com que mão pego a escova? Com que pressão eu aperto o tubo de pasta? Qual a frequência que escovo do lado direito e do esquerdo? e as decisões não param! Até chegar no trabalho, você terá tomado mais de 10 mil decisões.

continua após publicidade

Imagina se você tomasse todas essas decisões de forma racional? Nosso cérebro consumiria muita energia e seríamos muito menos produtivos. Sem contar que nossa vida cerebral seria menor. Desse modo, para aliviar a carga das decisões que tomamos, poupando nossa energia para decisões que realmente exigem racionalidade, nosso cérebro transforma as nossas pequenas ações repetitivas em hábitos, que servirão para automatizar um processo.

Então, de forma simplista, hábito é uma automação que seu cérebro cria para tirar a sobrecarga. Tudo que é feito com frequência, vira um hábito. Esse é o ponto que merece muita atenção: o que você está fazendo com muita frequência que se transformou em um hábito e você nem se deu conta?

continua após publicidade

-LEIA MAIS: Tchekhov x startup: o que eles têm em comum?

Sabe aquele café que você toma todo vez que você levanta e que te deixa acelerado e desidratado? Hábito! aquela compra que você faz toda vez que está triste e que estraga seu orçamento? Hábito!

Existe um ditado - verdadeiro, por sinal - que diz que somos o que fazemos repetidamente. Entendendo o que é um hábito, podemos perceber a importância que ele terá para nossa vida ao longo do tempo e o que nos tornaremos.

continua após publicidade

Agora, conhecendo o que é, e sua importância, sente-se em um lugar quieto e analise sua semana, seu mês, seu ano. Que hábitos estão te impulsionando? Que hábitos estão te estagnado ou te prejudicando? Respostas sinceras a esses questionamentos, te ajudarão a potencializar os hábitos positivos e extinguir os negativos.

A resposta para a pergunta que inicio esse texto, é simples, fazemos o que fazemos pela automação do nosso cérebro (Hábitos).

Espero que esse texto te faça entender seus hábitos, na próxima semana, te conto como você consegue criar (ou “des”criar) um. Vamos conversar sobre isso, no meu instagram @eliezershigueo.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News