Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

'Deu até pena do ovo. Era novinho', diz manifestante que arremessou contra Doria

Loading...

POLíTICA

'Deu até pena do ovo. Era novinho', diz manifestante que arremessou contra Doria

JOÃO PEDRO PITOMBO

SALVADOR, BA (FOLHAPRESS) - A Câmara Municipal de Salvador identificou três manifestantes que teriam atirado ovos no prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), na noite desta segunda-feira (7) em Salvador.

O prefeito paulistano foi à Bahia receber um título de cidadão soteropolitano, mas foi recebido com protestos, vaias e atingido por ovos na Praça Municipal.

Os três manifestantes sofrerão uma punição administrativa: serão proibidos de entrar no prédio da Câmara de Salvador até o final deste ano. O ato com a punição será publicado no Diário Oficial nesta quarta-feira (9).

O produtor cultural Eucimar Freitas, militante do PT e membro do Conselho Municipal de Cultura de Salvador, foi um dos punidos. Ele admite ter arremessado ovos contra o prefeito de São Paulo, mas diz não saber se foi o seu que o atingiu.

"Deu até pena do ovo. Era novinho", disse Freitas à reportagem, classificando o protesto como pacífico, legítimo e espontâneo -ele diz que não houve participação de vereadores na organização da manifestação.

O manifestante ainda criticou a punição imposta pelo Legislativo municipal. Diz que os ovos foram arremessados contra Doria e que não houve dano ao patrimônio da Câmara.

"Doria agora é patrimônio de Salvador? Pelo que sei, além de maltratar moradores de rua e acabar com a arte em grafite de São Paulo, ele não tem nenhum serviço prestado à nossa cidade", afirma Freitas.

Os outros dois manifestantes punidos pela Câmara de Salvador são Eudes Oliveira e Jhones Bastos. O primeiro é filiado ao PSOL e é membro do grupo Atitude Quilombola. O segundo é filiado ao PT e faz parte do movimento dos sem-teto.

Eudes Oliveira afirma ter participado do protesto, mas nega que tenha arremessado ovos em Doria: "Vão ter que provar". A reportagem não conseguiu contato com Jhones Bastos.

Os manifestantes foram identificados por meio de imagens das câmeras de segurança.

"A manifestação é natural e legítima, mas algumas pessoas cometeram excessos. Resolvemos puni-las porque colocaram em risco a segurança dos vereadores e das outras pessoas que ali estavam", afirmou.

TROCA DE ACUSAÇÕES

Os protestos contra João Doria acirraram o clima de disputa entre o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), e o governador da Bahia, Rui Costa (PT). Ambos deverão ser adversários na disputa pelo governo baiano no próximo ano.

O prefeito acusou o governador de ser o "patrocinador" dos protestos contra Doria: "[O protesto] é fruto do desespero, de quem está vendo o poder se esvair. Esse tipo de coisa vai ser dada a resposta ano que vem nas eleições", afirmou.

Nesta terça-feira (8), o governador negou que estivesse por trás dos protestos contra Dória.

"Isso é coisa da idade, da inexperiência e um certo desespero de quem está tentando tirar o direito previdenciário da população, de quem está tentando tirar os direitos trabalhistas e está percebendo que o povo não está aceitando", disse em entrevista à imprensa.

O petista ainda classificou a homenagem como um ato de campanha eleitoral de Doria e ACM Neto. E disse que ambos deveriam "estar trabalhando e cuidando das suas cidades".

"Talvez, para quem não tenha muito para fazer, a prioridade seja fazer campanha eleitoral", afirmou Costa.

DANÇANDO AXÉ

Depois de participar da sessão solene na Câmara, Doria foi jantar com empresários e aliados do prefeito ACM Neto em um restaurante em Salvador. Lá, dançou passos de axé durante um apresentação da cantora Gilmelândia, ex-Banda Beijo.

O prefeito paulistano deverá voltar à Bahia nos próximos meses para receber um título de cidadão baiano. A proposta é do deputado estadual Adolfo Viana (PSDB) e já foi aprovada pela Assembleia Legislativa.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias