Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Em ato falho, Fux chama Carmen Lúcia de Presidente da República

Loading...

POLíTICA

Em ato falho, Fux chama Carmen Lúcia de Presidente da República

TÁSSIA KASTNER

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ministro do STF Luiz Fux chamou a presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Carmen Lúcia, de Presidente da República, ao defender o posicionamento da ministra sobre a suposta investigação do governo contra o ministro Edson Fachin.

"O que eu entendo que representa uma atitude institucional correta, independente, foi a nota da presidente da república, porque o governo utilizar o seu aparato para suposta perseguição a juízes é fato notório de ilícito, quando nada, uma improbidade de utilizar um serviço do Estado para perseguir juízes que proferem decisões que não são de agrado do governo", disse, nesta segunda (12), após evento a empresários, em São Paulo.

No sábado (10), a ministra Carmen Lúcia divulgou uma nota afirmando que se confirmada a tentativa de investigação, é "um gravíssimo crime contra o STF".

Em reportagem, a revista "Veja" afirmou que o governo Michel Temer colocou a Abin (Agência Brasileira de Inteligência) para investigar Fachin e tentar encontrar ligações entre o ministro e a JBS. Fachin é responsável pela investigação contra Temer no STF, baseada nas delações de executivos da companhia. O Palácio do Planalto negou a acusação.

Fux negou ter sofrido qualquer pressão do governo durante o julgamento da chapa Dilma-Temer no TSE. A corte decidiu manter o mandato de Temer. Fux votou pela cassação.

O ministro afirmou ainda que não vê problemas em investigações de juízes, e que não há, no Supremo, qualquer tipo de iniciativa para impedir investigações.

"Quem quiser investigar o Supremo, pode investigar do jeito que quiser. Os ministros do Supremo não são impassíveis de serem investigados. Agora, é preciso que haja uma razão. E se a razão for desagrado do governo com relação a decisões judiciais, essa razão ela se anula pela bastardia da origem", afirmou.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias