Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

ATUALIZADA - Manifestantes tentam impedir fala de Moro em palestra em Nova York

Loading...

POLíTICA

ATUALIZADA - Manifestantes tentam impedir fala de Moro em palestra em Nova York

RENATA CAFARDO

NOVA YORK, EUA (FOLHAPRESS) - Um grupo de manifestantes tentou impedir uma fala do juiz Sergio Moro, responsável pela Lava Jato, em uma palestra na Universidade Columbia, em Nova York (EUA), nesta segunda-feira (6).

Moro é um dos convidados do evento para discutir governança e combate à corrupção no Brasil, que ocorre até terça. O procurador da Lava Jato Paulo Roberto Galvão e a presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Cármen Lúcia, também estão na lista de palestrantes. A ministra não confirmou sua participação.

O protesto contra Moro começou logo que ele entrou no auditório. Da plateia, uma mulher começou a gritar acusando o juiz de ser "tendencioso". Com faixas, um grupo a acompanhou com vaias e grito de "bias" (viés, em inglês).

Aparentemente constrangido, Moro aguardou no palco o grupo ser retirado. Antes de o evento começar, cerca de dez estudantes e professores protestaram com cartazes na frente da universidade.

O grupo afirma que o evento mostra apenas um lado da situação política brasileira atual.

"Sugerimos outros nomes [de palestrantes], que também se posicionam contra a Lava Jato, mas eles não aceitaram", diz a carioca Luiza Nassif, 29, estudante de economia da New School, que também organiza a palestra em parceria com Columbia.

'BOA SORTE'

Ao final de sua palestra, o juiz desejou "boa sorte" a Alexandre Moraes, que será anunciado como novo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) nesta segunda (6).

Avisado pela imprensa sobre a notícia, reagiu com a expressão "uau" e disse em seguida que "não esperava ser escolhido".

Moro também foi questionado pela reportagem se a morte da ex-primeira dama Marisa Letícia influenciaria de alguma forma seu julgamento na Lava Jato. Ele pediu desculpa e disse que não iria responder à pergunta. "Não acho apropriado."

O juiz ainda comentou a foto em que apareceu sorrindo recentemente ao lado de Aécio Neves (PSDB-MG). "Eu estava em um evento público e ele estava ao meu lado, não conversamos sobre a Lava Jato."

Durante sua palestra, o juiz falou por mais de meia hora e explicou didaticamente a operação Lava Jato para uma plateia essencialmente brasileira, que o aplaudiu.

"Espero que daqui alguns anos, a Lava Jato tenha deixado a democracia mais forte no Brasil, e que corrupção seja uma uma lembrança do passado", disse o juiz. "Não podemos assegurar que isso vai acontecer, mas temos que ter esperança."

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 21/02

CARLOS FRANCISCO DA SILVA, 57 anos
JECYR MASTRO, 91 anos
DULCINEIA RODRIGUES, 37 ANOS
MARIA DE FÁTIMA DA SILVA, 63 ANOS

IVAIPORÃ
ADON SCHMIDT DE OLIVEIRA, 63 ANOS

JANDAIA DO SUL 21/02

GERALDA GARCIA DE OLIVEIRA, 74 anos
CARLOS ORTIS SANCHES, 63 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1905 · 21/02/2017

29 35 43 54 56 57