Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Maia diz que, se reeleito, não retaliará adversários

Loading...

POLíTICA

Maia diz que, se reeleito, não retaliará adversários

DANIEL CARVALHO

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Apesar de dizer que a ideia de sua candidatura à reeleição ainda está "amadurecendo", o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que, caso seja reconduzido, não irá retaliar seus adversários.

"É claro que, no dia seguinte, não haverá retaliação a ninguém. O processo de disputa eleitoral é democrático. Só falta alguém disputar uma eleição na Câmara dos Deputados, que é o Poder mais importante da democracia, e porque outro deputado disputou, porque outro partido disputou com você, e porque você ganhou, vai retaliar. Não é democrático. Não cabe a essa pessoa nem presidir a Câmara dos Deputados", disse Maia nesta quinta-feira (5).

Rodrigo Maia já tem agenda de candidato, mas reluta em admitir a candidatura. Na quarta-feira (4), passou o dia em reuniões. Nesta sexta-feira (6), vai ao Recife (PE) reunir-se com deputados. Já estão programadas também viagens a Natal (RN) e Maceió (AL).

O Palácio do Planalto e o PSDB divergem sobre a estratégia de campanha adotada pelo deputado federal.

Enquanto adversários e tucanos pressionam o parlamentar para que oficialize que está na disputa, o governo federal prefere que ele deixe o anúncio para o fim de janeiro.

Aliados de Rodrigo Maia defendem que ele só oficialize a candidatura no dia da eleição. Entendem que todos já sabem que ele é candidato e não há necessidade de se expor.

Há um temor de que, se Maia admitir que é candidato, seja criado um fato concreto para que seus rivais cobrem do Supremo Tribunal Federal um posicionamento sobre o caso antes de fevereiro.

A Constituição Federal e o regimento da Câmara dos Deputados vedam que o presidente dispute a reeleição em uma mesma legislatura. Maia entende que, como foi eleito para um mandato tampão após a cassação de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a regra não se aplica a ele.

APOIO DO GOVERNO

Rodrigo Maia ignorou a pergunta de um jornalista que o indagou na manhã desta quinta (5) sobre a oferta de cargos no governo em troca de apoio.

Oficialmente, o presidente Michel Temer tem dito que não se envolverá no processo de escolha, mas, nos bastidores, o governo federal tem articulado a desistência de candidatos adversários e o apoio de siglas à reeleição. Até agora, por exemplo, conseguiu convencer o PSDB e o PMDB a apoiarem Maia e iniciou ofensiva sobre o PP e o PTB.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 21/02

CARLOS FRANCISCO DA SILVA, 57 anos
JECYR MASTRO, 91 anos
DULCINEIA RODRIGUES, 37 ANOS
MARIA DE FÁTIMA DA SILVA, 63 ANOS

IVAIPORÃ
ADON SCHMIDT DE OLIVEIRA, 63 ANOS

JANDAIA DO SUL 21/02

GERALDA GARCIA DE OLIVEIRA, 74 anos
CARLOS ORTIS SANCHES, 63 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1905 · 21/02/2017

29 35 43 54 56 57