Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Com sucessão na Câmara, Temer decide não ir ao Fórum de Davos

Loading...

POLíTICA

Com sucessão na Câmara, Temer decide não ir ao Fórum de Davos

GUSTAVO URIBE

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Com a aproximação da eleição à sucessão da Câmara dos Deputados, o presidente Michel Temer decidiu não comparecer ao Fórum Econômico de Davos, marcado para os dias 17 a 20 de janeiro.

O peemedebista mandará como seu representante o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e pediu para a equipe internacional do Palácio do Planalto redigir uma carta de desculpas pela sua ausência para os organizadores do evento mundial.

A decisão do presidente deve-se ao receio de que o candidato do Palácio do Planalto, o atual presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ), seja impedido de disputar a reeleição ao controle da Câmara. Os adversários dele ingressaram com ação no STF (Supremo Tribunal Federal) questionando sua candidatura.

Oficialmente, Temer tem afirmado que não se envolverá no processo de escolha, mas, nos bastidores, o governo tem articulado a desistência de candidatos adversários e o apoio de siglas à reeleição. Até agora, por exemplo, o Planalto conseguiu convencer o PSDB e o PMDB a apoiarem Maia.

A reeleição do democrata representa para o presidente a garantia de ter um aliado fiel como vice-presidente do país, uma vez que o cargo é o primeiro na sucessão presidencial, e de não ser aberto um processo de impeachment contra o peemedebista caso novas delações premiadas envolvam o nome dele.

SUCESSÃO

Na volta de viagem ao Rio de Janeiro, o presidente reuniu-se nesta segunda-feira (2) com os integrantes da articulação política para discutir a sucessão parlamentar. A estratégia neste momento é demover o PP e o PTB de lançarem candidaturas avulsas.

Em troca, o governo cogita oferecer aos candidatos desistentes espaço na Esplanada dos Ministérios. A alternativa avaliada pelo presidente é substituir Ricardo Barros por Aguinaldo Ribeiro no Ministério da Saúde e mudar Ronaldo Nogueira por Jovair Arantes no Ministério do Trabalho.

O peemedebista pretendia marcar para esta semana a primeira reunião ministerial do ano, mas decidiu adiá-la para a semana que vem devido a ausências em Brasília de ministros como Dyogo Oliveira (Planejamento) e Mendonça Filho (Educação).

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

ARAPONGAS 21/01

DEVANIL NAREZE, 71 ANOS

APUCARANA 21/01

VALENTIN SEGOBIA, 56 ANOS

FRANCISCO PEREIRA DO CARMO, 81 ANOS

MEGA SENA

CONCURSO 1896 · 21/01/2017

03 06 14 15 21 25