Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Conselho de Segurança da ONU é tema de encontro entre Temer e Abe

Loading...

POLíTICA

Conselho de Segurança da ONU é tema de encontro entre Temer e Abe

ANA ESTELA DE SOUSA PINTO, ENVIADA ESPECIAL

TÓQUIO, JAPÃO (FOLHAPRESS) - O presidente do Brasil, Michel Temer, e o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, fizeram declarações de mútuo apoio político após encontro na tarde desta quarta (19), no horário local.

Os dois mencionaram o Conselho de Segurança da ONU, no qual, junto com a Alemanha e a Índia, pleiteiam a participação como membros permanentes.

O conselho tem hoje 5 dos 15 membros como permanentes com poder de veto (EUA, França, Reino Unido, Rússia e China).

Em tese, o órgão tem a prerrogativa de autorizar intervenções militares -embora, na prática, isso possa ocorrer mesmo sem o seu consentimento, como na invasão do Iraque pelos EUA, em 2003.

A participação no conselho é importante para o Japão, que trava uma batalha econômica, política e territorial com a China -parceira do Brasil nos Brics, grupo com o qual Temer se reuniu antes desta visita.

Em seu discurso após o encontro com Temer, Abe disse ter trocado opiniões com o presidente brasileiro sobre direito internacional e garantia da paz regional: "O direito de navegar no mar da China é fundamental para a manutenção da paz mundial".

A menção tem como alvo as disputas com o vizinho por territórios no mar que separa os dois países.

Outras pretensões japonesas às quais Temer manifestou apoio público são a reeleição de Yukiya Amano para a Agência Internacional de Energia Atômica e à candidatura japonesa para a Corte Penal Internacional.

Após a declaração de apoio do presidente brasileiro, Abe disse em português "muito obrigado", provocando risos na plateia.

Em retribuição, o primeiro-ministro declarou apoiar a política econômica de Temer e os planos de investimento em infraestrutura no Brasil.

"Queremos fortalecer as relações binacionais, inclusive econômicas. O Brasil é um enorme mercado e abri-lo pode torná-lo atraente."

Temer afirmou em seu discurso que espera que as empresas japonesas "continuem a contribuir para o progresso científico e tecnológico do Brasil".

Terminou dizendo que, no primeiro encontro que ele e Abe tiveram durante reunião do G20 (grupo das 20 maiores economias do mundo), "coincidiram em todas as ideias".

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 22/02

JOÃO DA ROCHA GREGÓRIO, 68 ANOS
RENATO JOSÉ PAVOLAK, 56 ANOS

APUCARANA 22/02

MARIA DE FATIMA DA SILVA, 63 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1905 · 21/02/2017

29 35 43 54 56 57