Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Em Porto Alegre, segundo turno será entre PSDB e PMDB

Loading...

POLíTICA

Em Porto Alegre, segundo turno será entre PSDB e PMDB

- Atualizado em 02/10/2016 19:05

PAULA SPERB

PORTO ALEGRE, RS (FOLHAPRESS) - Com 82,94% das urnas apuradas, o atual vice-prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (PMDB), e o deputado federal Nelson Marchezan Jr. (PSDB) estão garantidos na disputa do segundo turno das eleições municipais da capital gaúcha. Marchezan surpreende ao vencer o primeiro turno, já que era apontado como segundo colocado na última pesquisa do Ibope, de 30 de setembro. É a segunda vez que o PT fica fora da disputa do segundo turno em Porto Alegre desde a reabertura democrática. A primeira vez foi em 2012.

Marchezan fez 28,95% dos votos, ficando à frente de Melo, que era o favorito e fez 26,3% dos votos.

Raul Pont (PT) e Luciana Genro (Psol), que apareciam tecnicamente empatados com Marchezan, fizeram 16,52% e 12,10% dos votos, respectivamente. O PSDB de Marchezan e o PP, partido do vice da sua chapa, Gustavo Paim, fizeram parte do governo de Melo nos últimos anos, ocupando diversos cargos e formando a base na Câmara de Vereadores. O PSDB saiu do governo no final de 2015. A chapa de Melo é apoiada por 14 partidos.

Na prática, os porto-alegrenses terão que decidir entre "duas chapas de situação" -embora Marchezan tenha feito duros ataques a Melo em sua propaganda eleitoral e nos debates.

Melo chegou a responder em um debate que "Marchezan está criticando ele mesmo. Está há 12 anos no governo e tem responsabilidade nisso que está aí". Marchezan respondeu que não integrava [pessoalmente] ou apoiava a atual gestão, de José Fortunati (PDT). O tucano admitiu que o PP faz parte do governo, mas diz que o partido "acha que Melo não será um bom prefeito" e por isso decidiu apoiá-lo.

Marchezan foi o candidato que mais arrecadou doações, totalizando R$ 1,776 milhões. Entre os doadores que apoiaram o tucano estão os empresários da Taurus, empresa de armas, e da Gerdau.

Luciana Genro já foi a primeira colocada na primeira pesquisa Ibope, de 22 de agosto. No início da campanha, a candidata aparecia com 23% da intenção de votos. O partido acredita que o pouco tempo de televisão, apenas 12 segundos, contra Melo, por exemplo, que tinha quase quatro minutos, afetaram seu desempenho.

Se Luciana ficou de fora do segundo turno, seu partido, o PSOL, elegeu a vereadora com o maior número total de votos em Porto Alegre. Fernanda Melchiona fez 11.897 votos com 82,94% das urnas apuradas.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 05/12

YOSHIMATSU NIKI, 99 anos

SULINA ANTONIA DA SILVA, 82 anos

JOSE BECEL, 80 anos

APUCARANA 04/12

ONOFRE CIUFFI, 78 anos
TEREZINHA ARAUJO SOARES, 69 anos
ANGELINA MENEO PALUSSIO, 91 anos 
DIONISIO REMES, 60 anos
NATIMORTO, 0 anos
LINDOLFO HEINZ, 72 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1882 · 03/12/2016

09 10 19 35 37 41