Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Candidatos trocam alfinetadas e criticam Doria após votação

Loading...

POLíTICA

Candidatos trocam alfinetadas e criticam Doria após votação

- Atualizado em 02/10/2016 13:35

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após votarem na manhã deste domingo (2), os principais candidatos à Prefeitura de São Paulo disseram confiar em uma ida ao segundo turno e aproveitaram para alfinetar o líder na última pesquisa Datafolha, João Doria (PSDB).

Atual prefeito e candidato à reeleição, Fernando Haddad (PT) votou na Brazilian International School, em Indianópolis, na zona sul da cidade.

Acompanhado pela mulher, Ana Estela Haddad, por seu vice, Gabriel Chalita (PDT), e pelo candidato à vereador Eduardo Suplicy (PT), disse acreditar que irá para o segundo turno.

Ele afirmou que, caso a previsão se confirme, dois pontos de vista sobre a cidade serão discutidos. "Um privatista, do Doria, e outro de uma cidade para as pessoas." O prefeito disse não acreditar que a eleição termine neste domingo.

A senadora e candidata do PMDB, Marta Suplicy, adotou discurso semelhante após votar no colégio Madre Alix, no Jardim Paulistano, zona sul da cidade. Acompanhada do marido, Marcio Toledo, do vice de sua chapa, Andrea Matarazzo (PSD), e de pessoas ligadas ao PMDB, ela também afirmou estar confiante e citou João Doria.

"Nós vamos poder mostrar propostas diferentes -aliás, nem tanto, porque no debate ele [Doria] concordava com todas as minhas, né?", afirmou se referindo ao evento na TV Globo nesta quinta (29).

Candidata pelo PSOL, Luiza Erundina disse manter expectativa de que "o jogo vire no último momento". Em quinto lugar na última pesquisa Datafolha, com 5% das intenções de voto, a deputada questionou a relação entre o candidato do PSDB e o governador Geraldo Alckmin.

"Não dá para fazer milagre com dez segundos. Como enfrentar a máquina do Estado?", disse , acompanhada do vice em sua chapa, Ivan Valente (PSOL-SP).

Já Celso Russomanno (PRB) não falou sobre o tucano. Acompanhado da candidata a vice Marlene Campos (PTB) e da mulher, Lovani, afirmou ter "pesquisas que mostram que nós iremos ao segundo turno". O candidato votou no Colégio Santo Américo, na região do Morumbi, mesmo local de votação de Alckmin.

DORIA

Líder na última pesquisa Datafolha com 44% das intenções de voto, João Doria (PSDB) votou acompanhado do governador Geraldo Alckmin no colégio St. Paul, no Jardins, zona sul de São Paulo.

Ambos defenderam a realização de prévias para a escolha dos candidatos do PSDB. O discurso está alinhado com o projeto político do governador de buscar a candidatura à presidência da República em 2018 por meio de prévias no partido.

"As prévias são uma demostração clara de valor da democracia, por permitir a alguém que não era da política disputar e vencer prévias e disputar a eleição com boas chances de vencer", disse Doria.

A briga por uma eventual vaga no segundo turno contra o tucano é acirrada. Haddad, Russomanno e Marta estão empatados tecnicamente na segunda posição. Os dois primeiros têm 16% das intenções de voto, enquanto a última apareceu com 14%.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 05/12

APUCARANA YOSHIMATSU NIKI, 99 ANOS
JOSÉ BECEL, 80 ANOS
SULINA ANTÔNIO DA SILVA, 82

APUCARANA 05/12

YOSHIMATSU NIKI, 99 anos

SULINA ANTONIA DA SILVA, 82 anos

JOSE BECEL, 80 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1882 · 03/12/2016

09 10 19 35 37 41