Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Em ataques, locais de votação são incendiados no Maranhão

Loading...

POLíTICA

Em ataques, locais de votação são incendiados no Maranhão

- Atualizado em 02/10/2016 07:18

ESTELITA HASS CARAZZAI

CURITIBA, PR (FOLHAPRESS) - Pelo menos sete escolas onde haveria votação no Maranhão foram incendiadas ou depredadas na madrugada deste sábado (1), em meio a uma onda de ataques criminosos no Estado.

As seções eleitorais, que ficam em São Luís e São José do Ribamar (região metropolitana da capital), serão transferidas a outros locais, ainda a serem definidos.

Seis das escolas foram incendiadas, segundo a assessoria do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Maranhão. Outra foi invadida pelos fundos e depredada, com furto e queima de livros e materiais de expediente.

Nenhuma urna eleitoral estava no local no momento dos ataques. Elas seriam entregues na tarde deste sábado (1).

Em meio à onda de violência, o governo do Maranhão anunciou nesta semana que a segurança será reforçada no dia da eleição. Além dos 7.500 membros das polícias do Estado, 1.300 homens das Forças Armadas e da Força Nacional protegerão os locais de votação.

Neste sábado (1), o ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Gilmar Mendes, fará uma visita ao Estado, acompanhado do ministro da Defesa, Raul Jungmann. A reunião acontece a partir das 13h.

ATAQUES

Segundo a secretaria da Segurança, os ataques são ordenados de dentro dos presídios maranhenses.

A recente onda de violência começou com uma rebelião no complexo penitenciário de Pedrinhas, no último sábado (24). Desde então, ônibus têm sido incendiados em São Luís e região. Não houve mortos ou feridos até agora.

Na noite desta sexta (30), pelo menos cinco ônibus foram incendiados em São Luís. Um dia antes, três escolas municipais foram queimadas.

Forças estaduais de segurança anunciaram operações especiais neste fim de semana, como revistas nos presídios e policiamento ostensivo para evitar ataques contra urnas eletrônicas.

O governo do Maranhão disse ter identificado 35 detentos como os mentores dos ataques. Ao menos 23 deles serão transferidos a presídios federais de segurança máxima, em São Paulo, Rio Grande do Norte e Acre.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 09/12

HELENA CORREA DE ANDRADE, recém-nascida

MAUÁ DA SERRA 09/12

CLAUDENIR COELHO SOARES, 35 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1883 · 07/12/2016

16 27 28 47 59 60