Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Lula critica imprensa na apuração da Lava Jato

Loading...

POLíTICA

Lula critica imprensa na apuração da Lava Jato

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou os meios de comunicação, principalmente a TV Globo e a revista "Época" -ambas do Grupo Globo-, pela cobertura na Operação Lava Jato. O petista também disse que era lamentável que uma parcela do Poder Judiciário brasileiro estivesse trabalhando em associação com a imprensa.
Na abertura de seu discurso na sede do diretório nacional do PT em São Paulo, Lula alfinetou a Globo por não estar presente. "Eu queria começar estranhando que eu não estou vendo o logotipo da Globo aqui."
"Não é possível ver um país sendo vítima de um espetáculo midiático. Em que coloca como corrupção um barco de R$ 4.000 da dona Marisa. Eu, se pudesse, eu dava um iate para ela, não um barco de R$ 4.000", falou, referindo-se a reportagem da Folha de S.Paulo publicada em 30 de janeiro último que revelou que a mulher do ex-presidente comprou um barco de pesca e mandou entregar no sítio usado por ele.
"Se preocupando com o pedalinho de R$ 2.000 que ela comprou pros netos. Se preocupando porque estou utilizando a chácara de um amigo", continuou. "Eu uso a de um amigo porque os inimigos não me oferecem. Bem que a Globo poderia me oferecer o tríplex de Paraty", alfinetou o petista, mencionando reportagem da revista "Bloomberg Markets", de 2012, segundo a qual a família Marinho, da Globo, seria dona de uma casa construída em área de preservação ambiental.
O ex-presidente criticou a Polícia Federal por suposto vazamento antecipado da operação para a imprensa. "Lamentavelmente eles preferiram utilizar a prepotência, a arrogância, um show e um espetáculo de pirotecnia. Porque enquanto advogados não sabiam nada, alguns meios de comunicação já sabiam. Então, é lamentável que uma parcela do Poder Judiciário brasileiro esteja trabalho em associação com a imprensa".
Lula disse ainda que a PF obedece orientação da revista "Época" ao pedir para investigar os pagamentos de empreiteiras alvo da Lava Jato para a Lils, empresa de palestras dele. "Quando nós desmentimos a revista 'Época', o procurador resolveu fazer o papel da 'Época' e pedir a investigação das minhas palestras."
"Antigamente, você tinha denúncia de um crime e você ia investigar se existia esse crime e prender o criminoso. Hoje, a primeira coisa que você faz é determinar quem é o criminoso. Depois que você nomeou o criminoso, colocou a cara dele na imprensa, você então vai criar os crimes que ele cometeu", exaltou Lula.
Nessa mesma linha, o ex-presidente disse o país não deve continuar amedrontado pela imprensa. "Nosso país não pode continuar amedrontado. Nosso país não pode ver qualquer juiz que puna alguém receber um prêmio da Rede Globo, um prêmio da revista 'Veja', um prêmio não sei de quem. E, a partir do prêmio, todo o dia tem que prestar conta. Antes de os advogados saberem que seu cliente vai ser chamado, a imprensa recebe".
Lula eximiu os jornalistas, mas culpou os meios de comunicação. "Não estou indignado com o jornalista, não. Estou indignado com o comportamento de determinados meios de comunicação. Estou indignado com o julgamento precipitado. Hoje quem condena as pessoas são as manchetes. Hoje amedronta o Poder Judiciário, o Ministério Público, a PF e os políticos. Eu tenho dito aos meus queridos companheiros do PT, só tem um jeito de levantar a cabeça é a gente não ter medo. É a gente levantar a cabeça e fazer com que eles sejam tratados igual todos nós somos tratados".
Lula voltou a criticar a Globo ao dizer que a emissora afirma que o sítio em Atibaia (SP) e o apartamento no Guarujá (SP) pertencem a ele, o que o ex-presidente nega.
"Eu quero saber quem vai me dar o apartamento quando esse processo terminar. Quero saber se vai ser a Globo que vai me dar, se vai ser o Ministério Público que vai me dar porque não é meu. Porque não paguei e não comprei e se eu não comprei e não paguei não é meu. Quero saber quem vai me dar o apartamento. Alguém vai ter que me dar. E alguém vai ter que me dar a chácara. E espero quando tudo acabar alguém me dê a chácara e alguém me dê o apartamento. E aí quando eu pagar e tiver uma escritura no meu nome, aí vou dizer que é meu e terei orgulho de ter."
Lula também criticou o que chamou de criminalização do PT e o suposto incômodo da imprensa de ver as pessoas menos favorecidas terem melhores condições. "Não há outra coisa para incomodá-los a não ser a gente ter trabalhado durante todos esses anos pra fazer com que as pessoas do andar debaixo subisse um degrau na perspectiva de chegar no andar de cima.", afirmou.
"O velho Frias, dono da Folha de S.Paulo, quando era vivo, dizia assim para mim: 'Ô, Lula, você precisa parar de querer subir degrau. Os do andar de cima não vão deixar vocês chegarem ao andar de cima. Não vão. A elite brasileira é muito conservadora, ela tem complexo de vira-lata. Ela não vai permitir que vocês cresçam'", disse, referindo-se a frase que teria sido dita por Octavio Frias de Oliveira (1912-2007), publisher da Folha.
"E nós crescemos. Chegamos à Presidência e nós provamos que os pobres que eram a razão da desculpa deles por não fazerem nada neste país. Sempre que a gente perguntava não dava para fazer porque tem muito pobre, tem muita pobreza. Nós provamos que os pobres não eram os problemas e eles que eles viraram a solução desse país."
Na verdade, em encontro na Folha de S.Paulo nos anos 90, Frias perguntou a Lula se ele achava que conseguiria vencer a resistência do "andar de cima", usando expressão do colunista Elio Gaspari para se referir à elite.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 21/02

CARLOS FRANCISCO DA SILVA, 57 anos
JECYR MASTRO, 91 anos
DULCINEIA RODRIGUES, 37 ANOS
MARIA DE FÁTIMA DA SILVA, 63 ANOS

IVAIPORÃ
ADON SCHMIDT DE OLIVEIRA, 63 ANOS

JANDAIA DO SUL 21/02

GERALDA GARCIA DE OLIVEIRA, 74 anos
CARLOS ORTIS SANCHES, 63 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1904 · 18/02/2017

12 15 18 21 51 56