Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Aécio se diz preocupado com violência em atos pró e contra Lula

Loading...

POLíTICA

Aécio se diz preocupado com violência em atos pró e contra Lula

MARIANA HAUBERT
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O senador Aécio Neves (MG), presidente do PSDB, afirmou ter visto com preocupação as ações de violência em conflitos entre manifestantes pró e contra o governo de Dilma Rousseff e o PT ocorridos nesta sexta-feira (4). Ele pediu "serenidade" aos manifestantes da oposição.
Houve confusão em São Bernardo (SP), próximo à residência de Lula, onde manifestantes favoráveis e contrários ao ex-presidente se aglomeraram após a notícia de que a Polícia Federal havia deflagrada a 24ª fase da Operação Lava Jato e que o petista seria levado coercitivamente para depor. Houve confronto físico e policiais da tropa de choque intervieram para apartar os grupos.
Como parte das ações da 24ª fase da Lava Jato, Lula foi alvo nesta sexta de mandados de condução coercitiva (quando o investigado é levado para depor e depois liberado) e busca e apreensão em seu apartamento em São Bernardo do Campo e foi encaminhado ao aeroporto de Congonhas, em São Paulo, onde prestou depoimento. Pessoas pró e anti PT também foram ao aeroporto.
Aécio afirmou ter considerado um ato de "pouca sensibilidade de dirigentes petistas" a convocação de manifestações "sem uma palavra de serenidade" e pediu que os contrários ao governo tenham "tranquilidade" e não aceitem "provocações".
"Me preocupou a convocação do presidente do PT sem uma palavra sequer de apelo à serenidade, ao bom senso, à tranquilidade. Essa questão não será resolvida no braço, nas ruas, será resolvida nos tribunais. E nosso papel é exatamente esse: garantir que as instituições funcionem como estão funcionando com coragem", disse.
Ele se reúne com líderes e governadores da oposição no Senado para avaliar o cenário político após a Lava Jato ter chegado diretamente a Lula. "Hoje não é um momento de comemoração, é um momento de reflexão e minha primeira palavra como presidente do PSDB é de absoluto apoio às instituições. Nossa democracia hoje é sólida e capaz de superar as enormes dificuldades por que passa o país porque temos instituições sólidas", disse.
Aécio afirmou que Lula terá agora a oportunidade "de apresentar sua defesa às acusações que lhe são feitas". "Não desejo mal pessoal a ninguém, nem mesmo ao ex-presidente. Mas ninguém está acima da lei", disse.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias