Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Empresa diz que entregou 99 caixas de bebidas de Lula em sítio de Atibaia

Loading...

POLíTICA

Empresa diz que entregou 99 caixas de bebidas de Lula em sítio de Atibaia

AGUIRRE TALENTO, LEANDRO COLON E DANIELA LIMA
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Documentos que integram a 24ª fase da Operação Lava Jato, que tem o ex-presidente Lula como alvo principal, mostram que a mudança do petista de Brasília para o sítio de Atibaia (SP) incluiu o transporte de 99 caixas de bebidas, principalmente vinhos.
A empresa Granero Transportes entregou ao Ministério Público Federal do Paraná toda a documentação referente à mudança de Lula para Atibaia, a pedido dos procuradores da força-tarefa da Lava Jato.
Dentre a papelada está a lista de bebidas de três adegas em Brasília: da Granja do Torto e do Palácio da Alvorada, ambos residências da Presidência, e também do "escritório da primeira-dama [Marisa Letícia]".
A lista é extensa e inclui vinhos, champagnes e espumantes de diversas origens -desde bebidas do Brasil até da Argentina, França, Espanha e Itália, por exemplo. Custam uma média de R$ 100 a R$ 300, em preços atuais do mercado.
A relação também inclui cachaças e destilados, como as cachaças A Locomotiva e Triumpho, destilado chinês, vodca Stolichnaya e rum El Dorado (deste último foram registrados 29 exemplares na lista).
De acordo com o ofício da empresa Granero Transportes, o inventário das bebidas foi elaborado pela própria Presidência da República e elas foram entregues no dia 13 de junho de 2012.
"A adega do ex-presidente da República foi transportada para sítio localizado na região de Atibaia/SP. Por orientação do cliente, o veículo da empresa transportadora seguiu o recebedor Rogério Aurélio Pimentel até o local da entrega", diz trecho do documento.
A Granero cuidou do armazenamento climatizado das bebidas, entre o início de 2011 e junho de 2012, até sua entrega em Atibaia. Pelo serviço, cobrou R$ 4.726,11 mensais. O contrato é assinado pelo presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias