Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Presidente do STJ nega articulação para libertar réus da Lava Jato

Loading...

POLíTICA

Presidente do STJ nega articulação para libertar réus da Lava Jato

BERNARDO MELLO FRANCO
RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), Francisco Falcão, disse que "não existiu" articulação entre a corte e o governo para libertar réus presos na Operação Lava Jato.
Segundo a revista "IstoÉ", o senador Delcidio do Amaral (PT-MS) citou Falcão em acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal.
O petista teria afirmado que o ministro Marcelo Navarro Ribeiro Dantas, ligado ao presidente do STJ, foi nomeado em 2015 com a missão de conceder habeas corpus aos investigados.
Antes de tomar posse, Falcão teria reforçado o "compromisso" ao novo ministro, de acordo com a revista. Ribeiro Dantas ficou isolado nas votar pela libertação dos réus. Em dezembro, ele pediu para deixar a relatoria dos casos da Lava Jato.
"Isso não existe. Eu não falei nada disso, não tratei disso com ninguém", reagiu o presidente do STJ. "Nunca houve nenhuma interferência do governo em tribunal", acrescentou.
Falcão disse que não fez pressão pela nomeação de Navarro. Os dois têm origem no Tribunal Regional Federal da 5ª Região.
"Somente entreguei a lista tríplice ao ministro da Justiça, como sempre fiz. O ministro Navarro é um grande juiz, um rapaz independente", afirmou.
O ministro não quis fazer mais comentários sobre a delação de Delcídio, com quem disse não manter relações. "Nem conheço esse senador. Nunca falou comigo. Acho que vi ele uma vez e só".
Na manhã desta quinta (3), Falcão foi ao Palácio do Planalto para assistir à posse do novo ministro da Justiça, Wellington Silva.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias