Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Ex-mulher de Pedro Paulo esvazia testemunha e laudo sobre agressão

Loading...

POLíTICA

Ex-mulher de Pedro Paulo esvazia testemunha e laudo sobre agressão

ITALO NOGUEIRA
RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O vídeo gravado pela turismóloga Alexandra Marcondes sobre a agressão que sofreu do secretário municipal do Rio, Pedro Paulo, tenta esvaziar o depoimento da única testemunha do caso e minimiza a prova técnica produzida logo após os fatos.
No depoimento gravado entregue à Procuradoria-Geral da República por Pedro Paulo, Marcondes diz que a babá de sua filha à época, Ana Paula Bernardes, não assistiu à briga entre os dois.
À época dos fatos, em fevereiro de 2010, a babá havia sido levada à delegacia pela vítima para apoiar no registro da queixa e prestar depoimento. Na época, ela confirmou que viu parte das agressões e a turismóloga ferida.
A versão foi contestada por Marcondes no depoimento gravado enviado ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot.
"Quando ele abriu a porta, entrou no corredor indo para o elevador, ela entrou com a minha filha no apartamento. Ela não estava no meu apartamento graças a Deus. Nem ela nem minha filha", afirmou Marcondes, em vídeo revelado pela revista "Veja".
À Polícia Civil em setembro de 2010, Marcondes relatou em depoimento ter sido vítima de socos, chutes e empurrões de Pedro Paulo. Nenhuma das duas foi ouvida diretamente pela PGR.
No novo vídeo, Marcondes afirma também que não quebrou o dente no conflito. Laudo feito pelo IML (Instituto Médico Legal) identificou a lesão.
"O dente é meu. Não quebrou meu dente. Não arrancou meu dente fora. Meu dente está aqui, o dente é meu", disse ela.
Após receber a defesa de Pedro Paulo, Janot solicitou a abertura de inquérito. Ele afirmou ver um "giro radical" na versão de Marcondes, em que "a vítima se tornou agressora".
"Ele me traiu e eu parti para cima dele para tirar satisfação. Eu parti para cima dele, eu desencadeei. Eu fui a primeira pessoa. Enfiei a mão na cara dele", disse Marcondes no depoimento de cerca de oito minutos.
A turismóloga também criticou a repercussão do caso. "As pessoas estão pegando episódios, frases, palavras e estão transformando em coisas diferentes."

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

01/03/2017 - 12h27

OBITUÁRIO

APUCARANA 01/03

CÉLIA VAZ MORENO, 56 anos 

MARUMBI 28/02

VALDIR RIVELINI, 58 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1907 · 25/02/2017

03 25 35 38 44 48