Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Em programa na TV, PMDB diz que país precisa de 'pacificação'

Loading...

POLíTICA

Em programa na TV, PMDB diz que país precisa de 'pacificação'

DANIELA LIMA
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O programa nacional do PMDB, que vai ao ar na noite desta quinta-feira (25), apresenta um diagnóstico crítico sobre as crises política e econômica e sobre o desempenho do governo Dilma Rousseff. Vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB) encerra a propaganda partidária dizendo que "O Brasil precisa de pacificação e consenso" e emenda: "Todos nós já sabemos os motivos".
A presidente Dilma Rousseff não é citada, mas as críticas à sua gestão atravessam todo a propaganda. Filmada em fundo preto e em tom sóbrio, a peça exibe os principais quadros do partido, incluindo os presidentes da Câmara, Eduardo Cunha, e do Senado, Renan Calheiros, além dos pré-candidatos a prefeito da legenda nas maiores cidades.
Os idealizadores da peça dizem que o "PMDB não escondeu ninguém" e que o programa foi feito para falar de política. "Não tem grávida, não tem gado correndo e não tem poço de petróleo. É diagnóstico, é política. É o que as pessoas querem ouvir", explica o marqueteiro da sigla, Elsinho Mouco.
Deputados da sigla dizem durante a peça que é "inadmissível que a maior empresa do país", a Petrobras, esteja no "fundo do poço, jorrando incompetência".
Em diversos momentos, integrantes da legenda dizem que o partido não foge à responsabilidade de apontar caminhos, "tomar a dianteira". A peça ainda anuncia o lançamento da segunda parte do documento "Ponte para o Futuro", com foco em ação social. No vídeo, o conjunto de propostas dos peemedebistas é formalmente apresentado como "o Plano Temer".
Sem citar o governo, os peemedebistas afirmam que "não dá para culpar o mundo pelos erros cometidos dentro de casa", numa referência ao discurso do PT de que as dificuldades na economia são fruto da crise econômica mundial.
CPMF
O PMDB também se coloca formalmente contra a criação de impostos. O governo diz que a recriação da CPMF seria o caminho mais curto para melhorar as contas e a situação econômica do país. "Aqui ninguém precisa de novos impostos", discursa o PMDB.
A senadora Marta Suplicy, que concorrerá pelo PMDB à Prefeitura de São Paulo, chama atenção para o aumento do desemprego e diz que a capital paulista, que "amanhecia trabalhando, agora acorda desempregando".
"Você sabe o que deu errado e o que precisa mudar para dar certo", aponta Marta. Temer encerra o programa dizendo ter convicção que com "diálogo" é possível superar a crise e encerra a peça desejando "dias melhores para todos nós".

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 24/02

MARIA DE OLIVEIRA MARICATO, 74 anos
CACILDA LEITE DE SOUZA, 82 anos

IVAIPORÃ 23/02

MARIA JOSÉ PEREIRA, 90 ANOS
MARTA MARIA DA SILVA OLIVEIRA, idade não divulgada
SEBASTIANA RECHE RIBEIRO, 87 ANOS

MEGA SENA

CONCURSO 1907 · 25/02/2017

03 25 35 38 44 48