Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Conselheiro que suspendeu oitiva de Lula diz que fez o que achou correto

Loading...

POLíTICA

Conselheiro que suspendeu oitiva de Lula diz que fez o que achou correto

GABRIEL MASCARENHAS
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Conselheiro responsável pela liminar que suspendeu o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Ministério Público de São Paulo, Valter Shuenquener de Araújo diz que tomou a decisão para "evitar que a investigação fique em risco".
"Não tenho paixão, eu fiz o que achava que era mais correto para evitar que a investigação fique em risco, sem que exista qualquer objetivo de blindar ou nada disso ", justificou.
O ex-presidente e sua mulher, Marisa Letícia, foram intimados a depor sobre a situação do triplex do condomínio Solaris, no Guarujá (SP), e sobre as suspeitas de irregularidades na transferência dos imóveis da cooperativa Bancoop para a construtora OAS, uma das investigadas na Operação Lava Jato.
Shuenquener adiantou que levará a questão ao plenário do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) na terça-feira (23), quando o colegiado decidirá se mantém ou não a liminar em vigor.
O mérito da questão, segundo o conselheiro, entrará na pauta na reunião do CNMP do dia 15 de março. Nessa data, os conselheiros baterão o martelo sobre a legalidade da forma como o processo foi distribuído aos promotores responsáveis pelo caso do triplex.
Questionado sobre se teria interesse em atrasar o caso, o conselheiro negou. "Minha intenção é finalizá-lo por completo no dia 15 de março", afirmou o conselheiro.
Autor da representação junto ao Conselho, o deputado petista Paulo Teixeira (SP) pediu a suspensão do depoimento, alegando que a apuração das suspeitas envolvendo o triplex, que está a cargo da 5ª Vara Criminal de Foro Central de São Paulo, deveria estar na 1ª Promotoria de Justiça.
Teixeira sustentou que o promotor Cassio Conserino, que vem tocando a investigação, pertence à 2ª Promotoria, por isso não seria o "promotor natural" do caso.
"Não fiz o juízo sobre quem é o [promotor] competente, quem não é o competente. A questão é: surgiu a dúvida. E se, diante da duvida, eles [os promotores] não forem os competentes, aí fica complicado, porque uma eventual apuração pode ser anulada", explicou o conselheiro.
'POSTURA LIBERAL'
O parlamentar petista também levantou suspeitas sobre a independência de Conserino, uma vez que, em janeiro, o promotor já teria declarado a veículos de comunicação ter colhido elementos suficientes para denunciar Lula.
O conselheiro do CNMP diz que não vê razão para as críticas que vem recebendo e lembra que sua decisão nem passa pelo episódio em que o promotor se manifestou à imprensa.
"Tenho uma postura muito liberal no sentido das manifestações dos promotores. [Acredito que] A sociedade tem que ter conhecimento dos fatos, por isso nem entrei na avaliação", disse Shuenquener.
Ele contou ainda quer recebeu o processo às 19h30m da terça (16). "Quando eu descobri que a audiência [em que Lula seria ouvido] seria às 11h da manhã, falei: 'Tenho que decidir isso agora'", disse.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 10/12

IZAURA FERREIRA DE ANDRADE, 70 ANOS

ARAPONGAS
CLÁUDIO SILVA, 88 ANOS

IVAIPORÃ
VALDETE CORDEIRO PEREIRA, recém-nascida
MIRIAM PEREIRA DE LIMA, 70 ANOS
CLÓVIS DE ALCÂNTARA BRASIL, 53 ANOS

APUCARANA 09/12

HELENA CORREA DE ANDRADE, recém-nascida

MEGA SENA

CONCURSO 1883 · 07/12/2016

16 27 28 47 59 60