Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Renan diz que Temer não pode ser presidente de uma 'facção do PMDB'

Loading...

POLíTICA

Renan diz que Temer não pode ser presidente de uma 'facção do PMDB'

MARIANA HAUBERT
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Um dia após ter fechado um acordo com o vice-presidente da República Michel Temer para a composição de uma chapa única ao comando nacional do PMDB, com a reeleição de Temer, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou que defenderá, no pleito, a necessidade de uma unidade partidária para que a sigla sinalize ao país que está interessada na solução dos problemas que afetam a nação e não, apenas, em uma "guerrilha" interna.
O grupo de Renan recuou nesta semana da ideia de lançar uma chapa alternativa ao posto máximo do partido. O acordo foi fechado na terça-feira (2), em café da manhã entre Temer e Renan no Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente. No encontro, ficou definido que a bancada do partido no Senado manterá três postos na Executiva Nacional do PMDB.
Apesar do pacto entre eles, Renan fez questão de ressaltar que Temer deverá ser um representante do partido como um todo e não de uma "facção".
"Foi uma conversa de duas pessoas que sabem que a direção partidária tem que representar o partido como um todo. Ela não pode ser uma direção de uma facção, de uma minoria", disse.
Questionado sobre se apoia diretamente o nome de Temer para o cargo de presidente do partido, Renan preferiu dar uma resposta mais vaga. "Mais que o nome. Apoio o conceito de reunificarmos o partido e que a representação partidária se faça de todos os segmentos do PMDB. Para isso, é preciso que a chapa expresse a unidade", afirmou.
Em busca dessa unidade, o vice-presidente cogita não disputar a reeleição ao cargo em 2018, quando completará 17 anos à frente do partido. Há discussão ainda, defendida pelos senadores do partido, que o peemedebista se licencie do cargo de presidente ainda neste ano.
A definição dos postos que serão ocupados pelos senadores peemedebistas ainda não foi fechada. O grupo do vice-presidente ofereceu para Romero Jucá (PMDB-RR) o cargo de vice-presidente e para Eunício Oliveira (PMDB-CE) que continue na tesouraria.
A bancada do Senado Federal, no entanto, ainda discute em que posto acomodará o atual vice-presidente Valdir Raupp (PMDB-RO), que poderá se tornar segundo vice-presidente ou, como pregam alguns senadores peemedebistas, presidente da Fundação Ulysses Guimarães, comandada atualmente pelo ex-ministro Moreira Franco.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 09/12

HELENA CORREA DE ANDRADE, recém-nascida

MAUÁ DA SERRA 09/12

CLAUDENIR COELHO SOARES, 35 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1883 · 07/12/2016

16 27 28 47 59 60