Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Chefe de gabinete de secretaria de SP é demitido após pedir 'dízimo' para PRB

Loading...

POLíTICA

Chefe de gabinete de secretaria de SP é demitido após pedir 'dízimo' para PRB

CATIA SEABRA E REYNALDO TUROLLO JR.
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O chefe de gabinete da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude de São Paulo, Aildo Rodrigues (PRB), foi exonerado no sábado (30) após virar alvo de investigação na Corregedoria do Estado devido a uma denúncia de que ele pedia uma espécie de "dízimo" a funcionários comissionados da pasta.
A contribuição seria destinada ao PRB, segundo o próprio Rodrigues admitiu à reportagem. Além de chefe de gabinete da Secretaria de Esporte, sob controle do PRB, ele é presidente do diretório paulistano do partido e tesoureiro do diretório estadual.
O secretário da Casa Civil, Edson Aparecido, conta ter recebido, no fim do ano passado, uma denúncia anônima com cópia de uma carta em que Rodrigues pedia a todos os ocupantes de cargos comissionados na secretaria uma doação. Aparecido relata ainda ter encaminhado o caso para a Corregedoria. Em 5 de janeiro, foi aberta uma investigação.
"Conversei com o secretário [Jean Madeira] e o [presidente do PRB] Marcos Pereira, porque isso é um absurdo e ele tinha que deixar o cargo", afirma o chefe da Casa Civil.
No Palácio dos Bandeirantes, colaboradores do governador Geraldo Alckmin (PSDB) referem-se ironicamente à contribuição como "dízimo".
OUTRO LADO
Rodrigues afirma que pedir contribuições é inerente a suas funções no PRB e que não há irregularidades.
Segundo ele, sua exoneração ocorreu após um pedido seu para deixar o cargo a fim de trabalhar na campanha do deputado federal Celso Russomano (PRB-SP) para a Prefeitura de São Paulo.
"Isso é inerente à condição como tesoureiro do PRB no Estado e presidente na capital. Pedir contribuição é uma previsão estatutária, por isso minha obrigação de fazer. Vou continuar pedindo e contribui quem quer, pois não é obrigatório como em muitos partidos", argumenta.
O presidente nacional do PRB, Marcos Pereira, diz que concorda com o pedido desde que "dentro das normalidades estatutárias sendo que ninguém é obrigado a doar nada". Mas alega que Aildo deixou o cargo para coordenar a campanha do PRB na capital. "Ele é homem de minha confiança".

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

ARAPONGAS 20/01

JOSÉ CARLOS FONTOURA, 58 anos
FRANCISCA AUGUSTA, 74 anos

IVAIPORÃ
RUBENS DE SOUZA
, idade não divulgada

SÃO PEDRO DO IVAÍ 20/01

JOÃO TOMAZ, 74 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1895 · 18/01/2017

02 03 05 10 15 34