Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

No Recife, Dilma prega mais unidade e respeito à democracia

Loading...

POLíTICA

No Recife, Dilma prega mais unidade e respeito à democracia

KLEBER NUNES
RECIFE, PE (FOLHAPRESS) - Diante de uma plateia dividida entre militantes do PSB e do PT, no Recife, a presidente Dilma Rousseff pregou unidade e respeito à democracia como saídas para a retomada do crescimento econômico do país.
A petista esteve nesta quinta-feira (21) na capital pernambucana para inaugurar a avenida Celso Furtado, conhecida como Via Mangue. "Essa obra é um exemplo de parceria para o nosso país que envolveu três prefeitos, dois presidentes e dois governadores. Isso é algo fundamental para que uma obra dessa proporção vire realidade", afirmou Dilma.
O complexo viário formado por duas pistas de quase cinco quilômetros cada, responsável por ligar a zona sul ao centro do Recife, precisou de 16 anos para sair do papel. O projeto da Via Mangue foi feito em 2000, pelo então prefeito Roberto Magalhães (DEM), mas a ordem de serviço só foi dada em 2011 na administração do petista João Paulo Lima e Silva.
As obras se arrastaram por mais quatro anos de governo do PT com o prefeito João da Costa. Hoje, todos cobram sua parcela de contribuição na construção do empreendimento que deve absorver um fluxo de 55.000 veículos por dia.
Em seu discurso, o prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB), tentou amenizar a disputa pela "paternidade" da estrada. "Se o meu governo teve um papel importante nessa obra, também quero aqui ressaltar a importância dos ex-prefeitos que contribuíram diretamente. Hoje é dia de celebrar uma conquista que é do povo pernambucano", disse.
A estrada recebeu um investimento de R$ 431 milhões. Do total aplicado, 75% dos recursos foram financiados pela Caixa Econômica Federal com subsídios da União. Medida que Dilma fez questão de ressaltar como importante para o Brasil.
"Alguns consideram que reduzir os juros para Estados e município em grandes obras faz parte de um processo incorreto, nós não. Achamos que é justo e legítimo assegurar financiamentos e manter os subsídios", afirmou a petista.
Sem falar diretamente de impeachment, a presidente defendeu a democracia como "algo virtuoso" para uma sociedade, pois lhe dá a oportunidade de discordar e se manifestar. "Mas isso não nos impede de ter unidade e ação conjunta sobre questões importantes para os brasileiros", disse.
Aproveitando sua segunda passagem por Pernambuco em menos de um mês, a presidente voltou a garantir a conclusão da transposição do rio São Francisco no fim deste ano. Mesmo reconhecendo a necessidade de mais ajustes, Dilma disse que não contingenciará recursos para obras de segurança hídrica.
"Vamos tornar realidade a convivência do homem com a seca e isso será bom para o Nordeste e para o Brasil", afirmou.
AEDES
Dilma elogiou as ações de combate ao Aedes aegypti em Pernambuco -Estado líder em casos suspeitos de microcefalia causado pelo vírus zika-, mas cobrou mais atenção de todos na eliminação dos criadouros do mosquito.
Sobre as ações do governo federal para combater o principal vetor da dengue, chikungunya e zika, a presidente disse que o Ministério da Saúde está "fazendo um esforço com todos os grandes laboratórios brasileiros e internacionais para desenvolver uma vacina" contra dengue, mas também zika.
"Por mais esforço que todos nós façamos sempre é possível ter água parada. Por isso, enquanto não temos a vacina temos que destruir as condições de reprodução do mosquito", disse.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 03/12

ALTAIR RAIMUNDO DE SOUZA, 46 anos
AMADEU FERNANDES, 58 anos

ARAPONGAS 02/12

DAVI DE SOUZA, 54 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1881 · 30/11/2016

03 10 30 44 53 56