Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

PSDB quer apuração sobre dinheiro de Angola usado na campanha do PT

Loading...

POLíTICA

PSDB quer apuração sobre dinheiro de Angola usado na campanha do PT

MARIANA HAUBERT
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O líder do PSDB na Câmara, deputado Carlos Sampaio (SP), anunciou que o partido ingressará nesta quarta-feira (20) com uma representação junto à Procuradoria-Geral Eleitoral para pedir a investigação sobre a denúncia feita pelo ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró de que o PT recebeu R$ 50 milhões de propina de Angola para abastecer a campanha à reeleição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2006.
Caso a investigação comprove que o dinheiro estrangeiro foi usado na campanha eleitoral, os tucanos pedirão a cassação do registro do PT, o que poderá levar à extinção da sigla.
Isso porque a Constituição proíbe os partidos políticos de receberem de entidades e governos estrangeiros quaisquer recursos financeiros e também o uso de dinheiro proveniente do exterior em campanhas eleitorais. De acordo com Sampaio, esta é a primeira vez que um partido pode pedir a extinção de outro por ter recebido recursos de outra nação.
Cerveró afirmou que a campanha de Lula à reeleição, em 2006, teria recebido até R$ 50 milhões de propina proveniente da compra de US$ 300 milhões de blocos de exploração de petróleo na África. As informações de Cerveró, que já dirigiu a área Internacional da estatal, foram dadas a investigadores da Operação Lava Jato durante negociações para fechar seu acordo de delação premiada e foram reveladas pelo jornal "Valor Econômico".
"É uma denúncia grave feita por um integrante da quadrilha que atuou na Petrobras. O que está em jogo não é o ex-presidente Lula mas sim o recebimento pelo Partido dos Trabalhadores de recursos do exterior", afirmou Sampaio, vice-presidente jurídico do PSDB.
"O que a lei veda é que partidos recebam recursos do exterior, o que é uma ofensa à soberania nacional e à democracia brasileira. A consequência é direta para o seu partido, o PT", completou.
As declarações sobre a propina são citadas em anexo de informações elaborado por advogados de Cerveró. No documento, ele afirma que soube do repasse por meio de Manuel Domingos Vicente, ex-presidente do conselho de administração da estatal petrolífera de Angola, a Sonangol, que hoje é vice-presidente do país.
FHC
Cerveró também implicou o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. De acordo com o ex-diretor, a aquisição do conglomerado de energia argentino PeCom (Pérez Companc) pela Petrobras envolveu propina de US$ 100 milhões ao governo de FHC (1995-2002). Ele não especificou quem teria recebido o dinheiro.
O documento com a informação de Cerveró faz parte do material apreendido no gabinete do senador Delcídio do Amaral (PT-MS), preso há quase dois meses sob acusação de tentar obstruir as investigações da Operação Lava Jato -na época, Delcídio era filiado ao PSDB. A informação também foi revelada pelo jornal "Valor Econômico".
Questionado se o PSDB considerava a delação de Cerveró confiável, por ele ter envolvido também FHC em suas denúncias, Sampaio afirmou que tudo o que foi dito pelo delator deve ser investigado.
"O que ele fala deve ser investigado mesmo quando ele se refere ao PSDB. Naquele episódio ele diz que não tem os nomes de quem recebeu e de quem pagou. Neste ele detalha o limite. O PSDB quer que seja investigado tudo aquilo que a Procuradoria Geral da República entenda que tenha pertinência", disse.
De acordo com Sampaio, não há prazo definido para que a Corte Eleitoral conclua a investigação mas o tucano espera que a decisão seja tomada antes da realização das eleições municipais deste ano, marcadas para outubro, porque uma eventual extinção do PT mudaria completamente o cenário político-eleitoral do país.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 04/12

ONOFRE CIUFFI, 78 anos
TEREZINHA ARAUJO SOARES, 69 anos
ANGELINA MENEO PALUSSIO, 91 anos 
DIONISIO REMES, 60 anos
NATIMORTO, 0 anos
LINDOLFO HEINZ, 72 anos

APUCARANA 03/12

ALTAIR RAIMUNDO DE SOUZA, 46 anos
AMADEU FERNANDES, 58 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1882 · 03/12/2016

09 10 19 35 37 41