Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Já ouvi que delação tem que citar meu nome, senão não adianta, diz Lula

Loading...

POLíTICA

Já ouvi que delação tem que citar meu nome, senão não adianta, diz Lula

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-presidente Lula criticou nesta quinta-feira (20) as delações premiadas usadas em investigações da Operação Lava Jato. Segundo o petista, há um estímulo para que os delatores o citem em seus depoimentos à Justiça.
"Já ouvi que delação premiada tem que ter o nome do Lula, senão não adianta", afirmou em entrevista a blogueiros na manhã desta quinta. "Não existe nenhuma ação penal contra mim. O próprio [juiz federal Sergio] Moro já disse que não sou investigado", acrescentou.
O ex-presidente recebeu cerca de dez blogueiros no Instituto Lula, em São Paulo. Na conversa, voltou a negar participação nos esquemas investigados. "Se tem uma coisa de que me orgulho é que não tem uma viva alma mais honesta do que eu", disse.
Lula também falou sobre a Operação Zelotes, em que um de seus filhos, Luís Cláudio Lula da Silva, é investigado. "O que fazem com meu filho é uma violência", afirmou, acrescentando que muito do divulgado na internet em relação à investigação é falso.
Sobre uma eventual candidatura sua à Presidência em 2018, Lula disse que ela depende do cenário político. "Ser candidato ou não vai depender do que estiver acontecendo em 2018", disse. "Se eu estiver com saúde e perceber que sou o único que pode evitar que as conquistas do povo sejam tiradas, entrarei no jogo", acrescentou.
Para o petista, não se deve discutir candidaturas neste momento, para que se possa dar atenção ao "fortalecimento do projeto".
O ex-presidente também afirmou que terá um papel "ativo" nas eleições municipais deste ano. Ele também acrescentou que o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad —que foi ministro da Educação em seu governo—, será reeleito na cidade.
Ao tratar da crise, Lula defendeu que sua sucessora, a presidente Dilma Rousseff, tenha mais "ousadia" para superar a situação econômica atual. Lula também criticou a imprensa, que, segundo ele, tem má vontade com o governo.
"Sempre tive um tratamento diferenciado [da mídia] no Brasil, desde que fui dirigente sindical", afirmou. "Que [os jornais] publiquem nos editoriais o que quiserem. A única coisa que não admito é mentira na informação."

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

ARAPONGAS 06/12

VICTOR FUGANTI, 94 ANOS

ANTÔNIO JACOMETO, 81 ANOS

GUILHERME GONÇALVES SOARES, 17 ANOS

APUCARANA 05/12

APUCARANA YOSHIMATSU NIKI, 99 ANOS
JOSÉ BECEL, 80 ANOS
SULINA ANTÔNIO DA SILVA, 82

MEGA SENA

CONCURSO 1882 · 03/12/2016

09 10 19 35 37 41