Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Residências oficiais da Casa Civil e da Fazenda serão colocadas à venda

Loading...

POLíTICA

Residências oficiais da Casa Civil e da Fazenda serão colocadas à venda

MARINA DIAS E GUSTAVO URIBE
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Na tentativa de melhorar as contas do governo, em grave situação de déficit fiscal, o Ministério do Planejamento listou as residências oficiais dos ministros da Casa Civil e da Fazenda entre os imóveis da União que serão colocados à venda com financiamento da Caixa Econômica Federal.
Localizadas no Lago Sul, área nobre de Brasília, as casas atualmente não são ocupadas pelos dois homens de confiança da presidente Dilma Rousseff: os ministros Jaques Wagner (Casa Civil) e Nelson Barbosa (Fazenda). Ambos alegam que preferiram morar em imóveis menores e assim o fizeram.
Segundo Guilherme Estrada Rodrigues, secretário nacional do Patrimônio da União, órgão que administra os bens do governo, nesta terça-feira (19) será publicada uma portaria no "Diário Oficial" da União autorizando a alienação de 239 imóveis, entre eles as residências oficiais dos ministros, com intermediação da Caixa.
O banco será também responsável por estimar o preço dos imóveis, mas ainda não apresentou esses dados.
Dessa forma, a compra poderá ser feita por pessoa física ou jurídica utilizando as linhas de crédito disponíveis na Caixa. Segundo o secretário, isso vai facilitar as transações visto que, no ano passado, o governo lançou licitação para alienação de 20 imóveis e não obteve sucesso. Esses, inclusive, estarão na lista que será publicada nesta terça.
Sobre as residências oficiais, o secretário diz que "são casas que os novos ministros escolheram não ocupar e optaram pela alienação".
A assessoria de Jaques Wagner, porém, afirmou à reportagem que ele sequer foi consultado sobre a venda da casa mas que "não caberia uma consulta" ao ministro, já que o Ministério do Planejamento é o responsável por tratar dos imóveis do governo e "cabe a ele" decidir o que fazer.
A expectativa da União é arrecadar cerca de R$ 1,5 bilhão com a alienação dos imóveis este ano. A lista que será publicada nesta terça é apenas o primeiro lote dos bens e, a cada dois meses, outros devem ficar à disposição para a compra.
Quando era ministra da Casa Civil durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma morou da casa no lago, assim como dois de seus sucessores, Erenice Guerra e Antonio Palocci.
Já o último a ocupar o gabinete de ministro-chefe da Casa Civil antes de Wagner, Aloizio Mercadante, também preferiu morar em um apartamento em vez de usar a residência oficial.
VENDA
Segundo técnicos da Secretaria do Patrimônio da União, quando o imóvel não está em uso, como era o caso, é feita uma vistoria, calcula-se o preço de mercado e, em seguida, o imóvel é colocado à venda.
A partir desta terça, o comprador interessado pelos imóveis vai até a Caixa -o banco também procurará compradores em potencial- e ali será organizado o processo de venda, com formação dos lotes. Pelo contrato com o governo, a Caixa vai receber 3,5% do valor de venda do imóvel.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 05/12

YOSHIMATSU NIKI, 99 anos

SULINA ANTONIA DA SILVA, 82 anos

JOSE BECEL, 80 anos

APUCARANA 04/12

ONOFRE CIUFFI, 78 anos
TEREZINHA ARAUJO SOARES, 69 anos
ANGELINA MENEO PALUSSIO, 91 anos 
DIONISIO REMES, 60 anos
NATIMORTO, 0 anos
LINDOLFO HEINZ, 72 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1882 · 03/12/2016

09 10 19 35 37 41