Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Após atraso no pagamento, servidores de Minas ameaçam parar por 24 horas

Loading...

POLíTICA

Após atraso no pagamento, servidores de Minas ameaçam parar por 24 horas

JOSÉ MARQUES
BELO HORIZONTE, MG (FOLHAPRESS) - Cinco dias após o governador Fernando Pimentel (PT) sinalizar que atrasaria os pagamentos de salários dos servidores de Minas Gerais até abril, parte dos sindicatos de funcionários do Estado anunciou que paralisarão as atividades por 24 horas no dia 27 deste mês.
A decisão foi tomada nesta segunda-feira (11) em uma reunião das entidades em Belo Horizonte que representam, segundo eles, metade dos servidores estaduais. Os sindicatos que fazem parte da CUT (educação e saúde), mais próximos ao PT, ainda não discutiram se participarão do ato.
"Mas a gente acredita que o pessoal da educação vai participar também. É uma das categorias que mais contam e que recebem pior", afirmou o diretor do sindicato de servidores públicos do Estado, Geraldo Henrique.
Segundo ele, a paralisação foi marcada para o dia 27 porque as categorias pretendem mobilizar servidores do interior para participar de protestos em Belo Horizonte.
A principal reivindicação dos sindicatos é que o pagamento dos servidores seja feito até o quinto dia útil do ano, como antes. "[Vamos] manifestar ao governo a insatisfação da categoria ante sua inércia em adotar as medidas necessárias para a melhoria sustentada da arrecadação", diz nota divulgada pelos grupos.
Por conta do deficit nos cofres estaduais, o governo anunciou no último dia 2 que os salários referentes ao mês de dezembro (pagos em janeiro) atrasariam.
Em vez de serem depositados no dia 8, eles cairão nas contas dos trabalhadores na quarta-feira (13).
Nos próximos três meses, também deve haver atrasos, segundo Pimentel. "Eu acho muito difícil que a gente consiga [pagar os salários até o quinto dia útil do mês], com a realidade que nós temos, com um deficit de R$ 10 bilhões para ser equacionado ao longo do ano", disse o governador na última quarta (6).
Depois do anúncio, as entidades de servidores se manifestaram em cartas abertas contra o governo. Os sindicatos de educação, saúde e auditores fiscais disseram estar "indignados". Já a entidade que representa servidores públicos disse estar "decepcionado" com o governador.
Ainda nesta semana, a administração Pimentel deve se reunir com os representantes das categorias para mostrar as datas dos pagamentos dos salários nos próximos meses.
Procurado, o governo de Minas Gerais não se manifestou.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 08/12

ÂNGELO RODRIGUES, 70 anos

CALIFÓRNIA
ENACIR MARIA CARDOSO, 53 anos

JANDAIA DO SUL 08/12

MARIA DO ROSARIO DE SOUZA BORGES, 50 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1883 · 07/12/2016

16 27 28 47 59 60