Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Governo de Minas fará cronograma para pagar salários com atraso

Loading...

POLíTICA

Governo de Minas fará cronograma para pagar salários com atraso

JOSÉ MARQUES
BELO HORIZONTE, MG (FOLHAPRESS) - Sob gritos de protesto de servidores, o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), anunciou nesta quarta-feira (6) que até a próxima semana divulgará um cronograma para o pagamento dos salários do funcionalismo público no Estado.
Neste mês, o governo atrasará o depósito dos salários referentes a dezembro e informou que ainda não sabe como será quitada a folha do primeiro trimestre. Minas é a terceira maior economia do país e prevê um deficit de quase R$ 10 bilhões para 2016.
O anúncio foi feito no Palácio da Liberdade, antiga sede do governo, na região central de Belo Horizonte. Do lado de fora, sindicalistas faziam um buzinaço e criticavam a gestão em alto-falantes.
"Nós estamos fazendo todos os esforços e, ao longo das próximas semanas, vamos chamar as associações e sindicatos dos servidores para mostrar para eles um cronograma de pagamento de salários que dê segurança ao servidor", afirmou Pimentel.
O cronograma, segundo o governador, deve apresentar atrasos em relação à forma que os salários vêm sendo pagos nos últimos anos, até o quinto dia útil do mês.
"Eu acho muito difícil que a gente consiga, com a realidade que nós temos, com um deficit de R$ 10 bilhões para ser equacionado ao longo do ano, manter esse cronograma que vinha vindo até então."
Ainda assim, devem ser inicialmente apresentadas aos servidores apenas as datas de pagamentos dos salários de janeiro a março, de acordo com o secretário Helvécio Magalhães (Planejamento).
Embora tenha recebido críticas dos movimentos sindicais por "falta de diálogo" sobre a crise no Estado, ele diz que não pretende discutir o cronograma com as entidades. "Tem um dado de realidade chamado caixa, tesouro. Isso não é passível de debate", afirmou o secretário. Magalhães reiterou que, até agora, a expectativa é que esses pagamentos sejam feitos integralmente, sem parcelamentos.
O governo diz que, apesar do problema financeiro, os fornecedores do Estado não sofrerão atrasos de pagamentos.
PROTESTO
Parte dos manifestantes que gritavam palavras de ordem ao lado do Palácio da Liberdade era formada por funcionários da Cemig (Companhia de Energia de Minas Gerais), em greve desde novembro.
Eles chegaram por volta das 10h e carregavam bandeiras com frases como "Pimentel, deixe de manha e cumpra seus compromissos de campanha".
Ao discursar, Pimentel disse que "respeita os sindicalistas", mas que "eles estão no endereço errado".
"A Cemig é uma sociedade anônima com ações na bolsa de valores, portanto é uma empresa estatal com gestão privada. O governo do Estado não pode interferir na negociação da empresa com os servidores", afirmou.
No evento desta quarta, o governo de Minas lançou um aplicativo para smartphones e tablets que une os serviços estaduais de saneamento, energia e trânsito.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

ARAPONGAS 06/12

VICTOR FUGANTI, 94 ANOS

ANTÔNIO JACOMETO, 81 ANOS

GUILHERME GONÇALVES SOARES, 17 ANOS

APUCARANA 05/12

APUCARANA YOSHIMATSU NIKI, 99 ANOS
JOSÉ BECEL, 80 ANOS
SULINA ANTÔNIO DA SILVA, 82

MEGA SENA

CONCURSO ·