Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

OEA irá a tribunal internacional contra regime Maduro, diz secretário

Loading...

GERAL

OEA irá a tribunal internacional contra regime Maduro, diz secretário

DANIELA KRESCH

JERUSALÉM, ISRAEL (FOLHAPRESS) - Em visita oficial a Israel, o secretário-geral da OEA (Organização dos Estados Americanos), Luis Almagro, afirmou que, até o começo de novembro deste ano, a organização vai apresentar ao TPI (Tribunal Penal Internacional) provas do envolvimento do regime de Nicolás Maduro em crimes contra a humanidade.

"Nós temos evidências suficientes de que houve e ainda há crimes contra a humanidade na Venezuela. A tortura, especificamente, é um dos crimes contra a humanidade mais claros que ocorreram na Venezuela nos últimos tempos. E foi realizado de maneira sistêmica por parte do regime", disse Almagro nesta quinta-feira (10) à reportagem.

O secretário-geral da OEA também afirmou que o assassinato de 130 manifestantes por forças de segurança venezuelanas em recentes tumultos no país são "uma variável na dinâmica de assassinatos políticos".

A OEA não pode enviar uma ação ao Tribunal Penal Internacional, mas pode reunir dados e informações para ajudar em processos que seus países-membros abram na corte.

Almagro disse que um ex-fiscal da TPI, Luis Moreno Ocampo, designado como assessor especial da OEA em julho para crimes contra a humanidade, está recolhendo e catalogando a maior informação possível para que a OEA apresente a documentação ao tribunal, que ajudarão em ações contra o regime Maduro já apresentadas no TPI.

"Vamos fazer uma audiência nos meses de setembro e outubro. Acho que no fim de outubro ou princípio de novembro já poderíamos estar apresentando nossa própria documentação ao TPI."

O secretário-geral da OEA encerra nesta quinta-feira visita oficial de três dias a Israel. Entre outros compromissos, ele visitou na quarta-feira (9) o Museu do Holocausto e foi recebido pelo presidente Reuven Rivlin. Nesta quinta, Almagro se encontrou com o primeiro-ministro israelense, Binyamin Netanyahu.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias