Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Maior acidente de barco em 36 anos no Pará deixa nove desaparecidos

Loading...

GERAL

Maior acidente de barco em 36 anos no Pará deixa nove desaparecidos

MANOEL CARDOSO

SANTARÉM, PARÁ (FOLHAPRESS) - Um acidente entre um navio cargueiro e um comboio de nove balsas no rio Amazonas deixou nove pessoas desaparecidas nesta quarta-feira (2) no Pará.

De acordo com a Capitania dos Portos de Santarém, é o maior acidente nas águas do Estado desde 1981 em número de desaparecidos ou mortos.

Mergulhadores da Marinha e dos Bombeiros procuram os desaparecidos no acidente, que ocorreu por volta das 4h30 entre os municípios de Óbidos e Oriximiná, no oeste do Pará.

Segundo a Marinha, o comboio de balsas, que pertence a Transportes Bertolini Ltda saiu de Porto Velho (RO), com carregamento de milho, com destino à Santarém (PA). Ele colidiu com o navio da Mercosul Santos, que saiu do Porto de Suape (Pernambuco) carregado de contêineres com destino a Manaus.

Todos os desaparecidos eram tripulantes das balsas. Segundo a Marinha, a maioria dormia nos camarotes na hora do acidente.

O comandante da Capitania dos Portos de Santarém, capitão Ricardo Barbosa, informou que 11 pessoas estavam no comboio na hora do acidente e duas foram resgatadas com vida e encaminhados a Santarém. Elas foram identificadas como César Lemos da Silva e Euclinger da Silva Costa.

A Bertolini divulgou o nome de 7 dos 9 tripulantes desaparecidos: Carlos Eduardo Bueno de Souza; Cleber Rodrigues Azevedo; Dárcio Vânio Rego; Dick Farney de Oliveira; Ivan Furtado da Gama; Juraci dos Santos Brito e Wandel Ferreira de Lima.

A empresa disse ainda que enviou uma equipe ao local do acidente e que aguarda a abertura do inquérito da Marinha para ajudar na investigação.

Em nota, a Mercosul afirmou que está trabalhando em conjunto com as autoridades locais e iniciou buscas e salvamento aos membros da tripulação. A Mercosul informou que a preocupação da tripulação do navio foi com a segurança de todos os membros das balsas. A empresa acrescentou que todos os membros da tripulação a bordo do Mercosul Santos passam bem.

Segundo Barbosa, da Capitania, o acidente ocorreu próximo à desembocadura do rio Trombetas. "Temos a informação de que o empurrador das balsas naufragou no local, duas balsas do comboio ficaram agarradas na proa do navio mercante e as demais ficaram a deriva".

ACIDENTES CRESCEM

O número de mortes por acidentes marítimos na região oeste do Pará aumentou em 2016, em comparação com os anos anteriores, segundo a Capitania Fluvial de Santarém.

De acordo com o órgão, em 2014, foram seis mortes e em 2015, cinco. No ano passado, foram 16 casos. Em 2017 ainda não havia sido registrado nenhum caso com morte, até o acidente desta última quarta.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias