Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

ATUALIZADA - Empresa acusa Venezuela de manipular votação em Constituinte

Loading...

GERAL

ATUALIZADA - Empresa acusa Venezuela de manipular votação em Constituinte

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A empresa responsável pelo processo de votação da Assembleia Constituinte na Venezuela afirmou nesta quarta-feira (2) que o número sobre o comparecimento dos eleitores às urnas foi manipulado pelo governo.

"Sabemos, sem qualquer dúvida, que o número de participação na eleição da Assembleia Constituinte foi manipulado", disse o CEO da Smartmatic, Antonio Mugica, em Londres. A empresa fornece tecnologia eletrônica de votação para eleições em vários países.

De acordo com Mugica, a Smartmatic estima que o governo venezuelano anunciou a participação de pelo menos um milhão a mais de eleitores. Segundo ele, a empresa conseguiu detectar a manipulação por causa do sistema eleitoral automatizado da Venezuela.

Autoridades venezuelanas não responderam às acusações de Mugica.

Segundo o governo Maduro, mais de 8 milhões de venezuelanos (41,53% do total de eleitores do país) votaram a Constituinte. O número é contestado por opositores, que dizem que o processo é concebido para dar a Maduro poderes para suprimir o Congresso dominado pela oposição.

Mais cedo, a agência de notícias Reuters afirmou que só 3,7 milhões de pessoas haviam votado até às 17h30 (horário local) de domingo, o que lança dúvidas sobre o número de comparecimento, já que a votação terminou por volta das 19h.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias