Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

ATUALIZADA - Piñera sai vencedor em primária no Chile

Loading...

GERAL

ATUALIZADA - Piñera sai vencedor em primária no Chile

SYLVIA COLOMBO, ENVIADA ESPECIAL

SANTIAGO, CHILE (FOLHAPRESS) - O ex-presidente conservador Sebastián Piñera, 67, foi o principal vencedor das eleições primárias no Chile, neste domingo (2), derrotando, com 57,4% dos votos, os outros dois pré-candidatos de sua aliança, Manuel José Ossandón (27,5%) e Felipe Kast (14,9%), segundo dados oficiais.

No total, sua coalizão, a Chile Vamos, recebeu 1,3 milhão de votos.

A outra vencedora foi a jornalista Beatriz Sánchez, 46, que derrotou, dentro da aliança esquerdista Frente Ampla, com 67,7% dos votos, o sociólogo Alberto Mayol (32,2%). É a primeira vez que a nova coalizão disputa uma eleição presidencial, e obteve, no total, 300 mil votos.

A Frente Ampla foi formada aos moldes do Podemos espanhol e reúne o apoio dos movimentos sociais e estudantis que foram às ruas em 2011 pedir reformas.

Os números correspondem a 97,83% dos votos contados oficialmente pelo Servel (Serviço Eleitoral) do Chile, até as 22h30 de Brasília. Segundo o órgão, não há chance de reversão desse resultado.

Já a aliança governista, a Nueva Mayoría, que substituiu a Concertación, se desfez, e os principais partidos sairão com candidatos próprios, portanto não disputaram primárias neste domingo (2) -a atual mandatária, Michelle Bachelet, não pode concorrer porque o Chile não permite reeleição presidencial consecutiva.

O mais bem posicionado nas pesquisas é o também jornalista Alejandro Guillier, 64, que se firma agora como candidato governista, enquanto o partido democrata-cristão, que deixou a coalizão, sairá com Carolina Goic, 44.

A pesquisa mais recente, anterior a esta primária, dava a liderança geral para a eleição presidencial de 19 de novembro para Sebastián Piñera, com 25% das intenções de voto. Em segundo, vinha Guillier, com 21%, enquanto Sánchez, cuja intenção de voto vem subindo, estava com 15%; Goic tinha apenas 4%.

O voto não é obrigatório no Chile e, caso nenhum dos candidatos obtenha maioria no primeiro turno, se disputará um segundo, em 17 de dezembro.

PIÑERA

Por volta das 21h (22h em Brasília), Piñera fez um discurso emotivo em seu comitê. Disse que, apesar de já ter sido presidente uma vez (2010-2014), um próximo governo seu não seria "de nostalgia, mas sim de busca pela retomada o crescimento que tínhamos então, porque nós sabemos como fazer isso."

O ex-presidente refere-se aos 5% de aumento do PIB que o país alcançou sob seu comando -hoje não chega a 2%.

Piñera também fez elogios à seleção chilena, que mais cedo foi derrotada (por 1 x 0) pela Alemanha na final da Copa das Confederações. Disse que os jogadores da "Roja" (como é conhecida a seleção) são "um exemplo de valentia e colaboração que servem de inspiração para nosso trabalho".

Também afirmou que seu governo dará especial atenção à classe média, "coluna vertebral da sociedade" e que combateria "a delinquência, o narcotráfico e o terrorismo".

JOGO E VOTO

A final da Copa das Confederações acabou sendo um entrave para os eleitores, pois causou filas nos postos de votação pouco antes da partida.

"É um dilema. Se você chega cedo demais, pode ser que te peguem para trabalhar como mesário. Se chega tarde, perde o jogo", disse à reportagem Erwin Cuña, 38, que ficou mais de duas horas na fila numa escola da comuna de Ñuñoa.

No Chile, é comum que mesários faltem à convocação do Servel para trabalhar no dia das eleições. Quando isso ocorre, é preciso esperar que as mesas se formem com a convocação dos primeiros eleitores a chegar nos centros de votação. "Desta vez o funil ficou pequeno. Ninguém queria chegar cedo demais, para não correr o risco de trabalhar, nem muito tarde, e não ver o jogo, por isso essas filas", disse Andrés Vidal, 29, mesário na região central.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias