Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Empresas italianas fazem parceria com prefeitura e revitalizam praças em SP

Loading...

GERAL

Empresas italianas fazem parceria com prefeitura e revitalizam praças em SP

THIAGO AMÂNCIO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em frente ao Theatro Municipal de São Paulo, cartão postal da cidade, e a 300 metros da prefeitura, a praça Ramos de Azevedo é um local evitado por muitos paulistanos em horários de menor movimento, com iluminação precária, jardim degradado e monumentos pichados.

Mas a situação deve mudar até dezembro, segundo o governo italiano. Uma parceria da ITA (Italy Trade Agency), órgão para promoção de empresas italianas, com a Prefeitura de São Paulo vai revitalizar três praças na capital paulista que têm ligação com a cultura do país europeu.

A fonte de água da praça Ramos, com a escultura do compositor brasileiro de ópera Carlos Gomes, foi doada à cidade por imigrantes italianos em 1922, na ocasião do centenário da independência.

Agora, o país se propõe a reconstruí-la. A ITA promete restaurar as esculturas, consertar eventuais danos e revesti-las com um material antipichação, que facilita a remoção da tinta caso os monumentos sejam depredados.

Com projeto da Geodata, empresa italiana a cargo da linha 5-lilás do metrô, a parceria ainda prevê instalação de câmeras para monitorar o patrimônio histórico. A praça está prevista para ser reinaugurada em 16 de dezembro.

Já em 6 de agosto, será entregue a revitalização da praça do Imigrante Italiano, no cruzamento entre as av. Nove de Julho e Cidade Jardim, zona oeste de São Paulo. As empresas Papaiz, Bauducco e Comolatti vão restaurar o jardim e reparar o Monumento ao Imigrante Italiano, de Galileo Emendabili, autor também do Obelisco do Ibirapuera.

Na praça Cidade de Milão, próxima ao Ibirapuera, onde também há uma fonte e réplicas de estátuas de Michelangelo, a restauração da fonte e a nova iluminação, projeto do IED (Istituto Europeo di Design), ficarão a cargo da Pirelli, prevista para outubro.

"Temos tecnologia e experiência milenar, porque a Itália é cheia de monumentos", diz Erica di Giovancarlo, diretora do ITA no Brasil.

Ela garante que todo o custo, que não foi revelado, ficará por conta das empresas, que terão como contrapartida, segundo ela, nomes nos canteiros das praças e divulgação de suas ações.

O projeto recebeu o nome de Italia Per San Paolo e será lançado pela prefeitura nesta quarta-feira (21).

O prefeito João Doria (PSDB) busca consulados e empresas estrangeiras para financiar a restauração de áreas degradadas da cidade. Para o largo do Arouche, por exemplo, o tucano procurou empresários franceses.

As doações de empresas privadas, contudo, são questionadas por setores da sociedade, que levantam dúvidas sobre a relação entre o poder público e empresários. Em março, por exemplo, um grupo entrou na Justiça com uma ação para que a prefeitura seja impedida de receber esse tipo de doação.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias