Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

ATUALIZADA - Após bate-boca, secretários de Doria falam em 'caneladas' e fazem as pazes

Loading...

GERAL

ATUALIZADA - Após bate-boca, secretários de Doria falam em 'caneladas' e fazem as pazes

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após bate-boca cair na internet, dois secretários da gestão João Doria (PSDB) divulgaram um vídeo nesta terça-feira (13) em que fazem as pazes.

André Sturm (Cultura) havia afirmado em outra gravação, que veio à tona na segunda-feira (12),ter sido feito de "palhaço" e classificou como "molecagem" a atuação de Milton Flávio (Relações Institucionais).

As imagens não deixam claro quando foi feita a gravação, mas Sturm acusa seu colega de governo de "vendê-lo" para ser "agredido e xingado" por um grupo de pessoas que acompanha Flávio -aparentemente ativistas culturais, que têm travado uma disputa com a gestão Doria e pedido a saída do titular da Cultura.

Nesta terça, os dois apareceram em uma nova gravação, em ambos falam do episódio por meio de metáforas futebolísticas.

"Acabamos dando umas caneladas que não precisariam ter acontecido. Já no vestiário, sentamos, conversamos, nos abraçamos, rimos até da nossa atuação", afirmou Flávio. "A torcida é muito exigente, a pressão é muito grande, os desafios que enfrentamos não só na cultura, muitas vezes, nos colocam com os nervos à flor da pele".

Sturm afirmou que os dois são amigos e se conheciam da área cultural e que tudo está resolvido. "No mundo do futebol, você xingar seu colega porque ele não se passou a bola direito, brigar, discutir, acabou o jogo, todo mundo é amigo. O objetivo é ganhar", disse.

PROTESTOS

Alvo de protestos desde o início da gestão, Sturm se envolveu em uma polêmica nas últimas semanas após a divulgação de um áudio em que ameaça "quebrar a cara" de um gestor cultural durante reunião na zona leste.

Manifestantes, que já reagiam contra mudanças na Virada Cultural, a remoção de grafites e a organização do Carnaval, não se contentaram com o pedido público de desculpas, classificando a ação do secretário como "truculenta".

No último dia de maio, manifestantes invadiram o edifício onde funciona a Secretaria Municipal de Cultura, contra a redução de verba, as mudanças em editais e pedindo a saída do secretário.

A negociação foi conduzida pelo secretário Milton Flávio, que classificou a pauta dos manifestantes como inexequível, tentando demovê-los com promessas de descongelamento de verbas. Ele também chegou a dizer que a saída de Sturm estava fora de cogitação" na ocasião.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias