Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Alckmin e Doria discutem concessão das marginais à iniciativa privada

Loading...

GERAL

Alckmin e Doria discutem concessão das marginais à iniciativa privada

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governador Geraldo Alckmin (PSDB) e o prefeito João Doria (PSDB) discutiram nesta segunda-feira (8) a possibilidade de conceder à iniciativa privada as marginais Tietê e Pinheiros.

Segundo o prefeito, foi apenas uma conversa preliminar. "Toda semana temos despachos com o governador, em ações conjuntas que fazemos. Hoje o tema foi transporte e mobilidade. É uma das ações que estamos pretendendo numa boa parceria com o Estado de São Paulo."

Ao ser questionado sobre a possibilidade da implantação de pedágios nas marginais, Doria afirmou que não há uma decisão. "Nem foi mencionado isso na reunião (...) Não se descarta nada na vida. Mas esse tema não faz parte das discussões nossas aqui. Não é tema em debate, em pauta, zero. Nesse momento nenhum."

As marginais têm sido motivo de polêmica desde o início do mandato de Doria. Como promessa de campanha, ele aumento os limites de velocidade no final de janeiro, e desde então cresceram os atropelamentos, acidentes com motos, carros e caminhões, além do total de vítimas.

No ano passado, ainda durante campanha eleitoral, Doria também não descartava a implantação de pedágio urbano em São Paulo.

"Acho que esse é um tema que tem de ser estudado. Não é o ônus que você aplica de forma generalizada. Se você quer usar seu veículo com mais facilidade, a hipótese de pagar por isso é uma opção, não é uma imposição. Nessa circunstância, principalmente em defesa ambiental, podemos estudar, sim", disse na ocasião.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias