Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Força Nacional não tem data para chegar no Rio nem efetivo definido

Loading...

GERAL

Força Nacional não tem data para chegar no Rio nem efetivo definido

LUIZA FRANCO

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - No Rio de Janeiro para discutir o agravamento da violência no Estado, o secretário nacional de Segurança Pública, general Santos Cruz, disse, nesta quinta-feira (4), que o contingente de reforço da Força Nacional no Estado ainda não está definido, tampouco a data de chegada da tropa.

Um reforço de cem homens foi anunciado pelo governo federal na última quarta-feira (3). O Rio já conta desde dezembro com 125 homens da Força Nacional, que fazem a segurança da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio) e do Palácio Guanabara. Eles atuam no acompanhamento de protestos, por exemplo.

Santa Cruz disse que o efetivo chegará, no máximo, a 350 homens -o equivalente a 0,8% do efetivo da PM fluminense.

Nem a função das forças nem a data de chegada estão definidas ainda.

O secretário de Segurança do Rio, Roberto Sá, voltou a afirmar, nesta quinta (4), que considera qualquer envio de tropas uma medida positiva, mas paliativa.

Em encontro com Santa Cruz, Sá pediu ao governo federal R$ 8 milhões por mês que, segundo ele, permitiriam ao Estado convocar 1.800 policiais para atuarem em batalhões estratégicos.

"Trouxe esse número para mostrar como a crise financeira por que passamos afeta a segurança pública. A partir disso, o secretário pode avaliar com o presidente qual é a melhor forma de ajudar, enviando efetivo ou recursos."

Ele também pleiteou mudanças legislativas que endureçam as penas cumpridas por pessoas que portam armas de fogo, especialmente fuzis.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias